sábado, 31 de agosto de 2013

Men have become the tools of their tools


quote title by H. David Thoreau

Music Durutti Collumn "When The World" from the live album, 'A night in New York`

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Muito obrigado pelas mensagens de Parabéns!

And Sit Down Beside Me, by Patrick Watson


Dia de Aniversário- "Ando (sempre) um pouco acima do chão"



Ando um pouco acima do chão
Nesse lugar onde costumam ser atingidos
Os pássaros
Um pouco acima dos pássaros
No lugar onde costumam inclinar-se
Para o voo

Tenho medo do peso morto
Porque é um ninho desfeito
Estou ligeiramente acima do que morre
Nessa encosta onde a palavra é como pão
Um pouco na palma da mão que divide
E não separo como o silêncio em meio do que escrevo

Ando ligeiro acima do que digo
E verto o sangue para dentro das palavras
Ando um pouco acima da transfusão do poema

Ando humildemente nos arredores do verbo
Passageiro num degrau invisível sobre a terra
Nesse lugar das árvores com fruto e das árvores
No meio de incêndios
Estou um pouco no interior do que arde
Apagando-me devagar e tendo sede
Porque ando acima da força a saciar quem vive
E esmago o coração para o que desce sobre mim

E bebe

Daniel Faria 
(1971 - 1999)

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Planeta Terra fotografado desde Saturno- um mero ponto de luz azul

"I think the environment should be put in the category of our national security. Defense of our resources is just as important as defense abroad. Otherwise what is there to defend?"
Robert Redford

A NASA tirou a primeira fotografia do planeta Terra vista a partir dos anéis de Saturno, a 1440 milhões de quilómetros de distância.
 
foto NASA/ Reuters
Planeta Terra fotografado desde Saturno
 
O "planeta azul" surge na imagem como mais um ponto de luz azul, rodeada pelos gigantes anéis de gás de Saturno.
Na fotografia, a Terra e a Lua ocupam menos de um pixel, mas parecem maiores devido à sobreexposição.
O veículo Cassini, com o qual foi captada a imagem, aproveitou também uma ocasião insólita: um eclipse total do Sol visível desde Saturno.
"O objetivo foi capturar uma cena da Terra e anéis de Saturno com filtros que mostrem a cor natural, o que poderiam ver os olhos humanos", explicou a líder do projeto, Carolyn Porco, citada pelo "El Mundo". [Fonte: Jornal Notícias, 24/7/13]

terça-feira, 27 de agosto de 2013

The Chameleons - Intrigue In Tangiers

Em estúdio

Oh when it's summer and the skies are glass
Oh when it's summer and the skies are glass
I just have to make the evenings last they're always flying past
Oh when it's raining and the skies are black
Oh when it's raining and the skies are black
I just have to hear the thunder roll and hear the lightning crack

With fading powers,we sit for hours by a television screen
With funny cigarettes and talk for hours of the places that we've seen

Oh brother can you hear my voice?
Oh brother can you hear my voice?
Every second that you cling to life you have to feel alive
Well it's an easy thing to sell your skin
It's an easy thing to sell your skin
With the devil banging on the door , you always let him in.

With fading powers, we dream of hours that'll never come again
Old defenders are themselves defenceless when the mad attack the sane

What can you do, when you see no future in front of you?
Food for the few
So many it seems, stand in front of you
I see my face reflected there in a sweating brow.
You hate what you see, but what can be done when there's no way out
No way out

Now brother can you hear my voice
Brother can you hear my voice
Every second that you cling to life you have to feel alive
And now it's summer and the skies are glass
When it's summer and the skies are glass
I just have to make the evenings last, they're always flashing past

So there we cower
We sit for hours by a television screen
With funny cigarettes and talk for hours of the places that we've seen

But when you sleep
But when you sleep
Where do you go?
Where do you go?

But when you sleep
But when you sleep
Where do you go?
Where do you go?

I don't know
I don't know

Ao vivo

domingo, 25 de agosto de 2013

Sky Dancing

Sky Dancing de Patrick Watson é  mais que uma música. Um hino a um modo meu de viver - (re)pensa o TEU mundo...Não é apenas MEU...é NOSSO...é de TODOS!


"Importuna Razão, não me persigas;
Cesse a ríspida voz que em vão murmura;
Se a lei de Amor, se a força da ternura
Nem domas, nem contrastas, nem mitigas;

Se acusas os mortais, e os não abrigas,
Se (conhecendo o mal) não dás a cura,
Deixa-me apreciar minha loucura,
Importuna Razão, não me persigas."

Manuel Maria Barbosa du Bocage

sábado, 24 de agosto de 2013

Faun - Gaia (Totem)

FAUN combines medieval & ancient instruments with modern influences to create an enchanting and powerful atmosphere. The band's performance incorporates many different instruments, including the Celtic harp, nyckelharpa, various lutes, the bagpipes, large Japanese taiko drums, cister, the violin, flutes and even Arabic instruments like dombra, rebab, riq, oud, darabukka and bendir, as well as the melodic vocal section going from solo folk-like and often ambient melodies to chant-like and always enchanting vocal performances with the two female and frontman Oliver s.tyr vocalists combining something truelly magical.. Influences of Celtic folk and medieval music fusing with driving beats draws an ever fast growing crowd of followers.

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Claude-Achille Debussy nascido em 22 de Agosto de 1862


Claude-Achille Debussy nascido em 22 de Agosto de 1862. Um inconformista e um génio provocador, que influencou muitos músicos, em particular Béla Bartók, Manuel de Falla e Heitor Villa-Lobos. Belo tema e vídeo.

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Hiroshima e Nagasaki, 6 e 9 de Agosto de 1945, por Sophia Mello Breyner

  • Todas as postagens sobre o sucedido em Hiroshima e Nagasaki no BioTerra
  • Ver  ainda Dossier Bioterra Não ao Nuclear


Vemos, ouvimos e lemos
Não podemos ignorar
Vemos, ouvimos e lemos
Não podemos ignorar

Vemos, ouvimos e lemos
Relatórios da fome
O caminho da injustiça
A linguagem do terror

A bomba de Hiroshima
Vergonha de nós todos
Reduziu a cinzas
A carne das crianças

D’África e Vietname
Sobe a lamentação
Dos povos destruídos
Dos povos destroçados
Nada pode apagar

O concerto dos gritos
O nosso tempo é
Pecado organizado