domingo, 31 de março de 2013

Encontros improváveis: Shakespeare e Tear it Apart


[Para meditação no dia de Páscoa]

Eu Aprendi
Que são os pequenos acontecimentos
diários que tornam a vida espetacular;
Que cada pessoa que a gente conhece
deve ser saudada com um sorriso!
(William Shakespeare)

sábado, 30 de março de 2013

Documentário- "GMO Poison - Ticking Time Bomb"

GMO Ticking Time Bomb is a must-see video offering an information-rich overview of the situation with GMOs. It features interviews with people like Jeffrey Smith, Ronnie Cummins, David Murphy and more. The video reveals some of the health problems caused by GMOs, including infertility, accelerated aging, organ damage, immune malfunction and more.

sexta-feira, 29 de março de 2013

Enfrente os paraísos fiscais- saiba como neste vídeo

Importante...eu sei que é Páscoa, mas os paraísos fiscais não conhecem religião, nem etnia, nem justiça, nem hora de trabalho...Chamo-lhes paraísos obscuros.


Saiba mais no site Tackle Tax Haven

quinta-feira, 28 de março de 2013

Benefícios das árvores urbanas (Benefits of urban trees - infográfico da FAO)


Large urban trees are excellent filters for urban pollutants and fine particulates. Trees can provide food, such as fruits, nuts and leaves. Spending time near trees improves physical and mental health by increasing energy level and speed of recovery, while decreasing blood pressure and stress. Trees properly placed around buildings can reduce air conditioning needs by 30% and save energy used for heating by 20–50%. Trees provide habitat, food and protection to plants and animals, increasing urban biodiversity...planting trees today is essential for future generations!

Related links: Urban and Peri-urban Forestry    
Download: PDF version

quarta-feira, 27 de março de 2013

Para conseguir efeitos grandes


"Para conseguir efeitos grandes, e para levar a cabo empresas dificultosas, mais segura é uma ignorância bem aconselhada, que uma ciência presumida."~ Padre António Vieira

terça-feira, 26 de março de 2013

Chorar meu destino- Aria Cleopatra de Giulio Cesare

A ópera de Júlio César de Haendel ganha actualidade. Tal como os romanos na época de Júlio César, viviam numa República decadente,  ele desempenhou um papel crítico na transformação da República Romana no Império Romano. Muitos conflitos e ataques/subjugação de povos e culturas e vivências "democráticas" se devem em parte aos nossos líderes actuais que deviam ler previamente mais História ou rodear-se de historiadores, sociólogos, geógrafos, ecologistas e antropólogos culturais antes de tomarem decisões.

Aqui Simone Kermes exibe pianissimos de elevada performance e estética.



E pur così in un giorno
perdo fasti e grandezze? Ahi fato rio!
Cesare, il mio bel nume, è forse estinto;
Cornelia e Sesto inermi son, né sanno
darmi soccorso. O dio!
Non resta alcuna speme al viver mio.

Piangerò la sorte mia,
sì crudele e tanto ria,
finché vita in petto avrò.
Ma poi morta d'ogn'intorno
il tiranno  e notte  e giorno 
fatta spettro agiterò.

segunda-feira, 25 de março de 2013

Cultura bike - sabiam que na cidade do Porto já existiu um velódromo?


Velódromo foi inaugurado em 1894 e fechou nos anos 30. Situava-se nas traseiras do actual Museu Soares dos Reis, mas poucos são os portuenses que sabem da sua existência.
[Ler a interessante reportagem no Jornalismo.Net, onde inclui uma fotogaleria do estado actual do velódromo Maria Amélia].

Bike util- velódromos em todo o mundo
Bike Cult, Bicycle Tracks & Velodromes

domingo, 24 de março de 2013

Encontros Improváveis: Antero de Quental e The Beauty of Gemina- La Mer



Junto do Mar

Junto do mar, que erguia gravemente
A trágica voz rouca, enquanto o vento
Passava como o vôo do pensamento
Que busca e hesita, inquieto e intermitente,

Junto do mar sentei-me tristemente,
Olhando o céu pesado e nevoento,
E interroguei, cismando, esse lamento
Que saía das coisas, vagamente...

Que inquieto desejo vos tortura,
Seres elementares, força obscura?
Em volta de que idéia gravitais?


Mas na imensa extensão, onde se esconde
O Inconsciente imortal, só me responde
Um bramido, um queixume, e nada mais...

Antero de Quental, in "Sonetos"

sábado, 23 de março de 2013

Where It's At


O vídeo da música, dirigido por Steve Hanft, apresenta Beck fazer uma variedade de coisas, como trabalhar como um homem do lixo, cantando numa concessionária de carros, vestindo roupas piratas muma floresta, etc. "Onde está" foi o primeiro vídeo musical a ser transmitido na MTV2 em 1 de Agosto de 1996. O vídeo foi premiado com um MTV Video Music Award para Melhor Vídeo Masculino.

quinta-feira, 21 de março de 2013

Explosions In The Sky - Be Comfortable, Creature


O que for a profundeza do teu ser, assim será o teu desejo.
O que for o teu desejo, assim será a tua vontade.
O que for a tua vontade, assim serão teus actos.
O que forem teus actos, assim será teu destino.

Brihadaranyaka Upanishad IV, 4.5

quarta-feira, 20 de março de 2013

Documentário- A agricultura mora em mim: a face invisível das cidades

No dia Mundial da Agricultura trago este vídeo muito bom, retirado daqui.


 
A agricultura mora em mim: a face invisível das cidades

“É paixão! A gente se apaixonou realmente pela agricultura, por estar mexendo com a terra, por estar vendo o trabalho da gente se desenvolver ali, diante dos nossos olhos”, revela Elias, agricultor de Magé (RJ).

Neste vídeo, agricultores e agricultoras da Região Metropolitana do Rio de Janeiro mostram como em meio à expansão urbana, à especulação imobiliária e, sobretudo, debaixo do manto da invisibilidade, centenas de famílias persistem com seus modos de vida, lavrando a terra para produzir alimentos para os moradores da cidade. Esses homens e mulheres não só contam como a agricultura mora neles, mas também com sabedoria e simplicidade nos desafiam a enxergar e a refletir sobre a agricultura que também pode encontrar morada nas grandes cidades.

terça-feira, 19 de março de 2013

A (des)organização do sistema de Investigação Científica em Portugal

Mais uma vez atenção ao jornalismo, ambiente e ciência. A situação da Investigação Pura em Portugal está em crise  mas escrever que o Estado gasta 100 milhões em experiências desconhecidas é um erro e uma injustiça. Grave é que só gaste 100 milhões.

Estado gasta 100 milhões em experiências desconhecidas Ionline 26 Jan 2013 
O Ministério da Agricultura tem uma série de centros experimentais e estações agronómicas onde foram investidos milhões mas, apesar do vasto património, poucas entidades, públicas ou privadas, conhecem estes serviços.
Estes pólos de investigação estavam até há bem pouco tempo na esfera do INIA – Instituto Nacional de Investigação Agrária (actual Instituto Nacional de Recursos Biológicos), que, de acordo com alguns ex-ministros da Agricultura contactados pelo i, era dos mais dispendiosos do ministério. Apesar disso, hoje poucos lhes reconhecem relevância no campo da investigação.
Hoje, estes organismos foram reorganizados e ganharam novas dependências, mas um orçamento do INRB relativo a 2010 mostra necessidades financeiras superiores a 100 milhões de euros.
O governo reconhece que os objectivos não estão a ser cumpridos e que falta coordenação entre investigadores e agricultores para trazer competitividade ao sector. Apesar disso, lembra que existem casos de sucesso, alguns deles bastante recentes, em áreas como o arroz, o olival ou a vitivinicultura.[Notícia completa aqui

segunda-feira, 18 de março de 2013

Documentário do Mês- Portugueses Sem Medo de Existir


José Gil, no ensaio "Portugal Hoje, O Medo de Existir" classificou os portugueses como conformados, amedrontados, pouco capazes de arriscar e pouco aventureiros para perseguir os seus sonhos. Neste documentário queremos contrariar esta visão e vamos mostrar exemplos de pessoas que têm perseguido os seus sonhos e têm conseguido mudar ou atingir objectivos - esse é o seu maior sucesso.

domingo, 17 de março de 2013

Em cada amanhecer possa oferecer um pomar de brancas cortesias



"Ofereço-te esta frágil flor esta pedra de chuva 
para que sintas a verde frescura 
de um pomar de brancas cortesias 
porque é por ti que vivo é por ti que nasço 
porque amo o ouro vivo do teu rosto"

António Ramos Rosa, in 'O Teu Rosto' 

sábado, 16 de março de 2013

Ao meu irmão e a todos os irmãos

O meu irmão mais velho, António Soares, morreu em 2007 precisamente de uma leucemia, com 61 anos. "Gozou" apenas um ano de reforma. Morreu "estupidamente" preso a uma cama praticamente durante 7 meses. Feitas as contas viveu 5 meses "feliz". Horrível para mim e seus filhos e esposa. Faleceu muito próximo do Natal. Combateu jovem na Guiné-Bissau. O médico que o acompanhou associou a leucemia a stress acumulado e depressões mal curadas. Veio e viveu muito traumatizado. Sempre "arredado" dentro da sociedade e do trabalho. Sempre isolado, sempre "diferente".  A guerra colonial foi estúpida. 
Vini Reilly fez uma interpretação maravilhosa do tema cantado por Marvin Gaye- Brother. 


Hey baby, what you know good?
I'm just gettin' back, but you knew I would
War is hell, when will it end?
When will people start gettin' together again

sexta-feira, 15 de março de 2013

Bem estar animal - contributos

Bem-estar animal está na boca de todo mundo e em um país como o nosso (texto traduzido do Espanhol), até mesmo parte do debate político. Mas sabemos se as outras espécies animais, realmente desfrutam de bem-estar? A especialista em comportamento animal Marian Stamp Dawkins diz que tendemos a acreditar que o que é bom para nós, também o é para os outros animais, e avisa que isso não é necessariamente assim. Neste capítulo de Redes, Stamp Dawkins fala com Punset sobre a necessidade de comparar cientificamente tudo o que sabemos sobre a qualidade de vida para os animais. E, na sua seção, Elsa Punset ensina-nos como, em nossa evolução, os seres humanos estão se expandindo a nossa capacidade de empatia, mesmo com outras espécies. [Fonte e tradução daqui- Redes para la Ciencia]

quinta-feira, 14 de março de 2013

Encontrados resíduos de medicamentos psiquiátricos em águas tratadas


Banksy- Caverman
A análise da água na Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Aveiro Norte e Sul revelou a presença de medicamentos psiquiátricos. No entanto, as concentrações existentes não têm “efeitos agudos, ou imediatos, na saúde humana, nem mesmo em seres aquáticos”, sublinha Vânia Calisto, autora do estudo, realizado no âmbito do seu doutoramento, entre 2008 e 2011.
A contaminação das águas com medicamentos psiquiátricos é comum a nível mundial, razão pela qual o Centro de Estudos do Ambiente e do Mar (CESAM), da Universidade de Aveiro, quis averiguar o que se passava na ETAR de Aveiro.

O estudo analisou as águas em três fases, nomeadamente efluentes primários, secundários e final, aquele que é rejeitado no ambiente. Com esta análise, Vânia Calisto conseguiu “confirmar o que tem sido uma evidência a nível mundial, ou seja, existem vestígios de medicamentos psiquiátricos, quer ansiolíticos, quer antiepilético, nas águas tratadas”. [Fonte: Ciência Hoje]

quarta-feira, 13 de março de 2013

Travemos caudais de choro e de incompreensões

"La ternura es la columna central que sostiene la vida."~José Víctor Martínez Gil


"O que traz a compreensão é o amor. Quando o coração está cheio, então estamos a ouvir o professor, o mendigo, o riso das crianças, o arco-íris e o sofrimento dos seres humanos. Em cada pedra e cada folha, existe o eterno. Mas não sabemos como vê-lo. Nossas mentes e corações estão cheios de coisas diferentes para a compreensão do "que é". Amor e a compaixão, a bondade e a generosidade não causar inimizade. Quando um ama, está muito perto da verdade, porque o amor gera sensibilidade, vulnerabilidade. O que é sensível é capaz de renovar-se. Então há a verdade. Ele não pode surgir se a mente e o coração são carregados com o peso da ignorância e animosidade" ~ Jiddu Krishnamurti

terça-feira, 12 de março de 2013

segunda-feira, 11 de março de 2013

O homem deseja tantas coisas, e no entanto precisa de tão pouco

Ouvia imenso este tema nos phones (antigos walkman), imensas vezes: ao ar livre, nos autocarros, sentado nos jardins, dormindo na cama. Quando morreu minha irmã, aos 21 anos, foi uma das músicas que me ajudou a levantar a moral. Mostro o tema original e uma apaixonante versão, intercalado com um dos escritores mais preciosos, Goethe.

À minha irmã Zulmira Soares (1947-1988). Estarás sempre comigo.

                                 
"Man desires so much, and yet needs so little"- Goethe


E Quando de Dia a Lonjura

E quando de dia a lonjura dos montes
Azuis atrai a minha saudade,
E, de noite, as estrelas desmedidas
Esplendorosas ardem sobre a minha cabeça
Todos os dias e todas as noites
Assim celebro o destino do homem:
Se ele a pensar alcançar sempre o justo,
Para sempre terá a beleza e a grandeza.

~ Johann Wolfgang von Goethe

domingo, 10 de março de 2013

Velho é o preconceito!

Foto: © elsa estrela 2012, All Rights Reserved
© elsa estrela 2012, All Rights Reserved
Os Velhos
Todos nasceram velhos — desconfio. Em casas mais velhas que a velhice, em ruas que existiram sempre — sempre assim como estão hoje e não deixarão nunca de estar: soturnas e paradas e indeléveis mesmo no desmoronar do Juízo Final. Os mais velhos têm 100, 200 anos e lá se perde a conta. Os mais novos dos novos, não menos de 50 — enorm'idade. Nenhum olha para mim. A velhice o proíbe. Quem autorizou existirem meninos neste largo municipal? Quem infrigiu a lei da eternidade que não permite recomeçar a vida? Ignoram-me. Não sou. Tenho vontade de ser também um velho desde sempre. Assim conversarão comigo sobre coisas seladas em cofre de subentendidos a conversa infindável de monossílabos, resmungos, tosse conclusiva. Nem me vêem passar. Não me dão confiança. Confiança! Confiança! Dádiva impensável nos semblantes fechados, nos felpudos redingotes, nos chapéus autoritários, nas barbas de milénios. Sigo, seco e só, atravessando a floresta de velhos. 
Carlos Drummond de Andrade, in 'Boitempo'

sábado, 9 de março de 2013

Pás por pistolas

Palavras e Música de Anjos________

MENOS 1527 ARMAS = MAIS 1527 PÁS E ÁRVORES 

Pedro Reyes, artista mexicano, organizou uma campanha de recolha de armas com o mote "Pás por Pistolas" na cidade mexicana de Culiacán. As 1527 armas recolhidas foram derretidas e transformadas em 1527 pás entregues a instituições para que sejam plantadas 1527 árvores pela comunidade. Este é um exemplo criativo de como transformar "um agente de morte num agente de vida".[Fonte: Inhabitat]


sexta-feira, 8 de março de 2013

Eve Ensler: sobre a alegria no corpo e na alma


Dia Internacional da Mulher (clica aqui para ver e ler a fotografia e poema de Ary dos Santos, na minha página do facebook). 
Escolhi a conferência proferida por Eve Ensler, criadora de "Monólogos da Vagina". A autora conta-nos como uma conversa sobre menopausa com uma amiga levou-a a discutir sexualidade, liderar uma campanha global para acabar com a violência contra as mulheres e encontrar sua própria felicidade.
 Full bio

quinta-feira, 7 de março de 2013

As palavras...Quem as escuta?


As palavras

São como um cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras,
orvalho apenas.

Secretas vêm, cheias de memória.
Inseguras navegam:
barcos ou beijos,
as águas estremecem.

Desamparadas, inocentes,
leves.
Tecidas são de luz
e são a noite.
E mesmo pálidas
verdes paraísos lembram ainda.

Quem as escuta? Quem
as recolhe, assim,
cruéis, desfeitas,
nas suas conchas puras?


Eugénio de Andrade

quarta-feira, 6 de março de 2013

Reservemos para nós a tarefa de compreender e unir


Compreender e Unir

Já são em número demasiado os que vieram ao mundo para combater e separar; o progresso e valor de cada seita e de cada grupo dependeram talvez desta atitude discriminadora e intransigente; aceitemos como o melhor que foi possível tudo o que nos apresenta o passado; mas procuremos que seja outra a atitude que tomarmos; lancemos sobre a terra uma semente de renovação e de íntimo aperfeiçoamento. Reservemos para nós a tarefa de compreender e unir; busquemos em cada homem e em cada povo e em cada crença não o que nela existe de adverso, para que se levantem as barreiras, mas o que existe de comum e de abordável, para que se lancem as estradas da paz; empreguemos toda a nossa energia em estabelecer um mútuo entendimento; ponhamos de lado todo o instinto de particularismo e de luta, alarguemos a todos a nossa simpatia. 
Reflitamos em que são diferentes os caminhos que toma cada um para seguir em busca da verdade, em que muitas vezes só um antagonismo de nomes esconde um acordo real. Surja à luz a íntima corrente tanta vez soterrada e nela nos banhemos. Aprendamos a chamar irmão ao nosso irmão e façamos apelo ao nosso maior esforço para que se não quebre a atitude fraternal, para que se não perca o dom de amor, para que se não cerre o coração à mais perfeita voz que nos chama e solicita. 
Não os queremos trazer ao nosso grémio nem ingressar no deles; apenas desejamos que da melhor compreensão entre uns e outros, do conhecimento das essências, se erga a morada de um Pai que não distingue entre os eleitos e a todos por igual protege e incita; cada um ficará em sua lei; só pretendemos que não tome os de leis diferentes por implacáveis inimigos ou por almas perversas e perdidas; são homens como nós e vão-se dirigindo ao mesmo fim; desde já os vejamos como futuros companheiros. 
~ Agostinho da Silva, in 'Considerações'

terça-feira, 5 de março de 2013

Contra a privatização da água- por um referendo.

A privatização da água é uma assustadora possibilidade que nos ameaça a curto prazo. Os exemplos conhecidos de todos os países onde a água foi privatizada provam que essa é uma medida desastrosa. 
Mesmo em países europeus, com alto nível de vida, a privatização deste bem essencial revelou-se desastrosa para as populações.
Em Portugal, privatizar a água será condenar a agricultura já de si debilitada, agravar a condição económica das famílias, e muito provavelmente atirar as camadas mais pobres da população para uma situação de pedir como esmola um simples copo de água.
Nada podemos esperar das forças políticas que tem poder de decisão sobre esta matéria.
A única esperança de impedir a privatização da água reside na mobilização dos cidadãos conscientes e activos.
Ajuda a ajudar Portugal. Ajuda-te a ti mesmo. 
Por favor, lê, assina e divulga esta petição, essencial para o bem estar económico e populacional do nosso país. Todos somos decisivos para impedir uma medida que irá agravar o nosso estado de pobreza. 
Disponibilizamos mais abaixo todos os endereços para a petição online, para as nossas páginas nas redes sociais e para o nosso Blog.
P’lo "Movimento Pela Água – Privatização da Água a Referendo"
PDF de Apresentação:

Petição:

Facebook:
Google+:
Twitter:
Obrigado.

segunda-feira, 4 de março de 2013

O apego e a aversão


Porque não? Se ele consegue, temos que expurgar nossos apegos e aversões. Estamos todos interligados. Boa lição para a Humanidade.

domingo, 3 de março de 2013

Sem música a vida seria um erro

The Rain Pauly- Boat Team
A música exprime a mais alta filosofia numa linguagem que a razão não compreende.~ Arthur Schopenhauer

sábado, 2 de março de 2013

Cheirar antes de ver


Agora que sinto amor

Agora que sinto amor
Tenho interesse no que cheira.
Nunca antes me interessou que uma flor tivesse cheiro.
Agora sinto o perfume das flores como se visse uma coisa nova.
Sei bem que elas cheiravam, como sei que existia.
São coisas que se sabem por fora.
Mas agora sei com a respiração da parte de trás da cabeça.
Hoje as flores sabem-me bem num paladar que se cheira.
Hoje às vezes acordo e cheiro antes de ver.

Alberto Caeiro, in "Pastor Amoroso" (23-7-1930)

sexta-feira, 1 de março de 2013

BioTerra faz 9 anos de publicações

Estou n´o silêncio estrutural das flores!


Sei que os campos imaginam as suas
próprias rosas.
As pessoas imaginam os seus próprios campos
de rosas. E às vezes estou na frente dos campos
como se morresse;
outras, como se agora somente 
eu pudesse acordar.

in "Súmula, Herberto Helder- poema completo aqui