quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Navegamos de vaga em vaga

Amo os amanheceres!! Depois dos morcegos, da companhia das noites, das tormentas, das árvores rumorosas, silêncios dos escapes, chegam sempre essas madrugadas refrescantes. A aguardar por um dia por escrever. Somos livres, sem as "amarras". Ficamos mais revigorados.


Navegamos de vaga em vaga 
Não soubemos de dor nem mágoa 
Pelas praia do mar nos vamos 
À procura da manhã clara 

in Zeca Afonso, Filhos da Madrugada

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Shakespeare- Um toque de Natureza


"Um toque de Natureza faz com que tudo seja seu parente" ~ Shakespeare

Tudo sobre Shakespeare

Sou um tribalista do Sol e da Lua e da Terra


Sociólogo americano, Richard Sennett  diz que cidades devem ser repensadas para estimular cooperação entre diversos grupos sociais [ler entrevista excepcional aqui]


Em “Juntos”, você argumenta que a sociedade contemporânea estimula uma espécie de “tribalismo”, um comportamento marcado pelo desejo de neutralizar as diferenças, “sejam de natureza política, racial, religiosa, étnica ou sexual”. Quais são as consequências desse fenómeno?
A consequência é que temos sociedades cada vez mais complexas, mas com cada vez menos habilidade para lidar com a diferença, que é a marca de sociedades distintamente modernas, definidas pela imigração, por conflitos de classe e desequilíbrios económicos  por exemplo. O pensamento “nós-contra-eles” sempre existiu, mas o que há de novo é uma espécie de indiferença pelo que é diferente. Não há mais o medo de violência entre “tribos”, o que acontece é mais subtil, é um recuo em relação ao outro, como se o outro simplesmente não existisse. A manifestação económica disso é que, por um lado, as elites podem tratar as massas como se fossem invisíveis, e, por outro, os diversos grupos que compõem as massas se tornam menos capazes de interagir uns com os outros.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Meu canto se renova e recomeço a busca de um país liberto


Esta gente cujo rosto 
Às vezes luminoso 
E outras vezes tosco 

Ora me lembra escravos 
Ora me lembra reis 

Faz renascer meu gosto
De luta e de combate
Contra o abutre e a cobra
O porco e o milhafre

Pois a gente que tem
O rosto desenhado
Por paciência e fome
É a gente em quem
Um país ocupado
Escreve o seu nome

E em frente desta gente
Ignorada e pisada
Como a pedra do chão
E mais do que a pedra
Humilhada e calcada

Meu canto se renova
E recomeço a busca
De um país liberto
De uma vida limpa
E de um tempo justo

Sophia de Mello Breyner Andresen, in "Geografia"

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Estudo de Harvard confirma que crianças expostas a doses elevadas de fúor reduz o QI



Uma meta-análise publicada recentemente pela Universidade de Harvard, 3 de Fevereiro de 2013, financiado pelos Institutos Nacionais de Saúde (NIH), concluiu que as crianças que vivem em áreas com água fluoretada são alta "significativamente inferior" QI do que aqueles que vivem em áreas com baixo conteúdo de flúor.

Num relatório de 32 páginas pode ser baixado gratuitamente no Environmental Health Perspectives , disseram pesquisadores

"Um relatório recente do Conselho Nacional de Pesquisa dos Estados Unidos (NRC 2006) 2 concluiu que os efeitos adversos de altas concentrações de flúor na água potável pode ser um motivo de preocupação e investigação adicional é necessária. Flúor pode causar neurotoxicidade animais de laboratório, incluindo os efeitos sobre a aprendizagem e memória. Para resumir a literatura disponível, foi realizada uma revisão sistemática e meta-análise de estudos publicados sobre a exposição ao fluoreto através do consumo de água aumentou e os atrasos do desenvolvimento neurológico. Em particular, abordar estudos específicos realizados na China rural, que não tenham sido amplamente divulgados, complementando os estudos que foram incluídos em comentários anteriores e relatórios de avaliação de risco. Os resultados da nossa meta-análise de 27 estudos publicados em 22 anos, sugerem uma associação inversa entre a exposição ao fluoreto alta e inteligência das crianças.Os resultados sugerem que o flúor pode ser neurotóxico desenvolvimento que afectam o desenvolvimento do cérebro em doses inferiores às que causam toxicidade em adultos.
Os efeitos nocivos são conhecidos por meio século ...

Talvez o mais surpreendente é a de que os efeitos nocivos de fluoreto têm sido conhecidos convencionais organizações médicas por mais de meio século. Por exemplo, o Journal of American Medical Association (JAMA por sua sigla em Inglês) disse - em sua publicação do 18 de setembro de 1943 - que fluoretos são gerais venenos protoplasmáticos que alteram a permeabilidade da membrana celular por certas enzimas. E um editorial no Jornal da Associação Americana de Odontologia, 1 de outubro de 1944, disse: "A água potável contendo apenas 1,2 ppm de flúor irá causar transtornos de desenvolvimento Não podemos correr o risco de produzir tal. graves perturbações sistémicas. Potencialidades para sempre superam os malefícios. " Parte do problema é que é uma toxina cumulativa que, ao longo do tempo, pode levar a problemas de saúde significativos, não imediatamente relacionadas com a exposição ao fluoreto. Em um artigo publicado em 2005, "O flúor, um Moderno resíduos tóxicos", Lita Lee, Ph.D. escreveu: 4 "O livro Yiamouyiannis", "O flúor, o fator de envelhecimento", documenta o efeito cumulativo de dano tecidual causado pelo flúor, comumente visto como o envelhecimento (danos ao colágeno), erupções cutâneas e acne , problemas gastrointestinais e outras doenças, tais como a osteoporose. Os Centros de Controle de Doenças e da Fundação Água Potável dos Estados Unidos informou que entre 30.000 e 50.000 mortes adicionais que ocorrem a cada ano nos Estados Unidos vieram de áreas onde a água contém apenas um ppm de flúor . O flúor inibe ... o sistema imunológico: o fluoreto inibe o movimento das células brancas do sangue em 70%, reduzindo assim a sua capacidade de chegar a seu destino. Yiamouyiannis cita 15 referências em seu panfleto, Lifesavers Guia para fluoretação, que registra os efeitos imunossupressores de apenas 10% da quantidade de flúor utilizado água fluoretada ... Os efeitos imunossupressores executar a gama, de um frio que não vai embora até o aumento do risco de câncer e outras doenças infecciosas. " Estudos têm demonstrado que a toxicidade do fluoreto pode levar a uma variedade de problemas de saúde, incluindo:

Aumento en el consumo de plomoInterrumpe la síntesis de colágenoHiperactividad y/o flojeraTrastornos musculares
Enfermedad tiroideaArtritisDemenciaFracturas óseas
Disminución de la función de la tiroidesCáncer en los huesos (osteosarcoma)Desactiva 62 enzimas e inhibe más de 100Inhibe la formación de anticuerpos
Daño genético y muerte celularAumento en las tasas de tumor y cáncerSistema inmunológico dañadoDaño en el esperma y aumento de infertilidad
Artigo completo aqui

domingo, 24 de fevereiro de 2013

A superioridade do sonhador


"A superioridade do sonhador consiste em que sonhar é muito mais prático que viver, e em que o sonhador extrai da vida um prazer muito mais vasto e muito mais variado do que o homem de acção. Em melhores e mais directas palavras, o sonhador é que é o homem de acção." Fernando Pessoa- Livro do Desassossego

Sitio da semana
Knowledge of Today

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Toca a reunir contra a austeridade e merkelismo

Hoje faz 26 anos que José Afonso morreu. Mas a sua voz, intervenção e espírito trovador será eterno! Por ele toca a reunir! -Teresa Freitas
Antes contra o Salazarismo. Agora o mesmo espírito contra a austeridade- em Portugal e na Europa! Unidos contra esta ideologia fascista.


"Se a Natureza fosse um banco, já a teríamos salvo." Eduardo Galeano

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Os 100 mais ricos do mundo ganharam em 2012 o suficiente para acabar 4 vezes com a pobreza global

Campo de Dadaab, Somália
As 100 pessoas mais ricas do mundo ganharam um total impressionante de US $ 240 biliões em 2012 - dinheiro suficiente para acabar com a pobreza extrema em todo o mundo quatro vezes, revelou a Oxfam, acrescentando que a crise económica global está enriquecer ainda mais os super-ricos. "O 1 por cento dos multimilionários aumentou o seu lucro em 60 por cento nos últimos 20 anos, com a crise financeira, em vez de desacelerar o processo, provocou a acelração", enquanto que a renda dos 0,01 por cento mega-milionários tem visto a assistir um crescimento ainda maior,refere um novo relatório da Oxfam . Por exemplo, o mercado de bens de luxo tem visto um crescimento de dois dígitos a cada ano desde a crise atingiu, afirma o relatório. E enquanto o mundo 100 pessoas mais ricas ganharam US $ 240. 000 milhões ano passado, as pessoas em "extrema pobreza" vivia com menos de US $ 1,25 por dia. A Oxfam é uma organização internacional líder na filantropia. No seu novo relatório, "O Custo da Desigualdade: Como Extremos de riqueza e lucro nos fere todos", argumenta que a extrema concentração de riqueza na verdade, atrapalha a capacidade do mundo para reduzir a pobreza. O relatório foi publicado antes do Fórum Económico Mundial em Davos, e apela aos líderes mundiais para "acabar com a extrema riqueza em 2025, e reverter o rápido aumento da desigualdade que se tem verificado na maioria dos países nos últimos 20 anos." O Relatório da Oxfam conclui que a extrema riqueza não é ético,é divisionista, economicamente ineficiente, politicamente corrosivo, socialmente e ambientalmente destrutivo. [Notícia completa aqui]

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Cozinha ética sem desperdício

Risotto de Beterraba [fonte]
Parte da cozinha ética é também evitar o desperdício desnecessário de alimentos: afinal, boa parte dos de cascas, talos e folhas que desprezamos constituem uma parte muito nutritiva dos vegetais!

Com a maioria das cascas e talos dá para fazer um delicioso “caldo de legumes”, ideal para sopas e risotos.

DICA: você pode congelar o caldo em porções e usar aos poucos.
Para preparar um prato sofisticado sem “manchar” os legumes de diferentes cores basta utilizar um vegetal de cada vez em cima da tábua. Assim você acaba com problemas do tipo: “manchei a cebola com beterraba por ter usado a tábua sem lavar” ou mesmo “o tomate ficou apimentado por conta de outros temperos que usei na tábua”.

DICA: se possível, use uma tábua bem grande, assim você não corre risco de ter desperdício por conta do que cai para fora da tábua.

O armazenamento correto dos alimentos é o inimigo nº 1 do desperdício! Experimente:
. armazenar os grãos de arroz, cevada, trigo, aveia, feijão, ervilha, lentilha, grão de bico, pipoca e cereais crus em geral no freezer para evitar aqueles bichinhos que aparecem depois de alguns meses, conhecidos como “carunchos”. É infalível! A baixa temperatura inibe o desenvolvimento desse insecto indesejado e não altera as propriedades essenciais do cereal, desde que você vede bem o saco plástico ou recipiente com o mínimo de ar possível para afastar a humidade;
. armazenar folhas higienizadas e secas em potes bem fechados com o fundo deles coberto com papel toalha;
.armazenar legumes cozidos – sempre sem temperar (alguns temperos fazem o legume estragar mais rápido).

Comprar bem e com planeamento: sempre que sair para comprar faça três perguntas:
.quando vai usar?
.quanto vai usar? 
.para que preparação?

Errou na medida e sobrou? Congelar o excedente também pode ser um ótimo aliado no reaproveitamento de pratos. Economize, assim, tempo e gás nas próximas refeições.

No caso das frutas muito maduras, congelar pode render ótimos soberts ou mesmo polpas para sucos no futuro.

Para finalizar, deixo aqui sugestões de receitas para que você possa aproveitar ao máximo as dicas acima:
- Risoto de talos com fundo de legumes
- Torta de liquidificador com talos
- Farofa de casca de abóbora
- Suco de abacaxi com menta
- Sorbet com banana madura congelada, salsão e ameixa
- Suflê de aveia com talos triturados
- Geléia de semente de tomate
- Doce de casca de melancia

Agora  já podes olhar para aquilo que ia para o lixo orgânico com outros olhos!

Sugestões do Chef Diogo Miranda

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Também há sombras bonitas, as refrescantes de alma e pureza





Também há sombras bonitas, as refrescantes de alma e pureza, as centelhas de cidadãos que realmente amam com imensa paixão e dedicação o que fazem. Para eles, dizia Charles Dickens: "As coisas mais bonitas do mundo são sombras.". Nasceu há 201 anos. Curioso como o romantismo está a chegar em força no séc. XXI. Prenúncio de transição? Oxalá que sim. 

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Further



"Where globalization means, as it so often does, that the rich and powerful now have new means to further enrich and empower themselves at the cost of the poorer and weaker, we have a responsibility to protest in the name of universal freedom." ~Nelson Mandela

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

As emoções são...nuvens



Antes o vôo da ave, que passa e não deixa rasto,
Que a passagem do animal, que fica lembrada no chão.
A ave passa e esquece, e assim deve ser.
O animal, onde já não está e por isso de nada serve,
Mostra que já esteve, o que não serve para nada.
A recordação é uma traição à Natureza,
Porque a Natureza de ontem não é Natureza.
O que foi não é nada, e lembrar é não ver.
Passa, ave, passa, e ensina-me a passar!


Fernando Pessoa ( Alberto Caeiro )

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Os mortos são na vida os nossos vivos

VNV Nation- Nova 
Os mortos são na vida os nossos vivos. Andam pelos nossos passos, trazemo-los ao colo pela vida fora e só morrem connosco. (Florbela Espanca)

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Se eu me enganei e se eu errei e se eu não tiver razão


Wolf Larsen- If I be Wrong
Fôssemos assim mais íntegros e atentos a nós mesmos e aos outros. Porém, e muitas das vezes, não há como doer para decidir.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Mostra o Sal


Da Condição Humana

O mesmo ferro oculto
Nos rasga e nos estilhaça a carne exposta
O mesmo sal nos queima os olhos vivos.
Em todos dorme
A humanidade que nos foi imposta.
Onde nos encontramos, divergimos.
É por sermos iguais que nos esquecemos
Que foi do mesmo sangue,
Que foi do mesmo ventre que surgimos.

Ary dos Santos, in 'Liturgia do Sangue'

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Aos Revolucionários

"Os revolucionários existirão sempre, porque a esperança do homem é infinita ou o seu sonho infinito. Mas toda a realização, porque é realização, é obviamente finita."~ Vergílio Ferreira

Check out WikiLeaks' new advanced search interface GI Files.
 Dossiê Contra a Austeridade actualizado.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Olha aquela nuvem tão maravilhosa!

Adoro passear com pessoas que me dizem "olha aquela nuvem"!!

Não percamos tempo desgastando energias contra os gigantes mas apostando na divulgação dAS ALTERNATIVAS: eventos de desobediência civil, orçamento participativo, conservação da Natureza, permacultura, meditação, pacifismo, educação ambiental, eventos contra os transgénicos, apoio a agricultura biológica, flash-mobs, reciclagem, mercadinhos culturais, limpar Portugal, cidades de transição, carbono zero, mobilidade sustentável, etc,etc...

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Memória Curta- por Gustave Le Bon

Já observaram que (só) temos governos-empresas? Cada vez mais vejo que temos que ferir o sistema pelo lado que os afecta mais: o dinheiro. As manifestações, estou de acordo, mas também mais acção directa e alternativas à publicidade e massa de distracção maciça. Isto é, se a RTP1 publicita o banco BIC, os cidadãos devem contra-publicitar bancos do tempo, bancos com boas práticas ambientais, por exemplo.Ou se a SIC publicitar uma pasta de dente qualquer, os consumidores contra-publicitarem produtos naturais, etc. Chamamos a isso Consumismo crítico e (eco) consciente!! Novos urbanos e novos rurais!

Memória Curta
A vida dos povos prova a necessidade de repetições que impressionem. Acumulações de ruínas e torrentes de sangue são, por vezes, necessárias para que a alma de uma raça assimile certas verdades experimentais. Muitas vezes ela não se aproveita disso durante muito tempo porquanto, em virtude da diminuta duração da memória afectiva, as aquisições experimentais de uma geração servem pouco para outra. Todas as nações verificam, desde as origens do mundo, que a anarquia termina pela ditadura. Mas dessa eterna lição elas não tiram qualquer proveito. Repetidos factos mostram que as precauções são o melhor meio de favorecer a extensão de uma crença religiosa, mas isso não impede que, sem tréguas, essas perseguições continuem. A experiência ensina ainda que ceder perpetuamente a ameaças populares é condenar-se a tornar impossível qualquer governo. Vemos, no entanto, que os políticos diariamente olvidam essa evidência.  [Gustave Le Bon, in 'As Opiniões e as Crenças']

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Lista de Músicas BioTerra



É tão difícil para mim nomear a longa playlyst [lista de músicas] , mais a mais que já tenho exposto ao longo destes anos várias bandas e temas na etiqueta Música. Mas claro, há músicos, bandas, que fazem fazem parte de mim, que necessito de ouvir quase todos os dias.Sempre que as ouço, o encantamento é sempre como se nunca os tinha ouvido. And Also The Trees é definitivamente uma delas. Cocteau Twins pela beleza e barroco hipertecnológico dos sintetizadores e da voz de Fraser. Sigur Ros, Dead Can Dance e Chameleons, sempre no topo. Outras preferências vão para a irreverência e apocalipse  de Diamanda Galas, Nine Inch Nails, Massive Attack, Joy Division e dos Sisters of Mercy e toda a escola de góticos por detrás. Não posso esquecer Nina Simone, Ella Fitzgerald, Patti Smith, Laurie Andersen e Caetano Veloso. Não posso esquecer os marcantes Beatles, Pink Floyd e Doors. Como raízes, desculpem-me os rockeiros, mas Vivaldi, Bach, Mozart, Verdi, Saint-Saens, Schubert (em particular as Lieder), Chopin, Monteverdi, musica árabe-andaluza, cancioneiros medievais e musica gregoriana, principalmente ortodoxa, enchem-me a alma. Enfim, há uma núcleo duro. Depois como árvores disponho em troncos, ramos e frutos muita música. Beautifull Silence!

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Eu penso renovar o Homem usando borboletas

Quando era criança tinha uma figueira num quintal muito próximo de casa. Confesso que não era lá grande e rápido escalador, mas só a vontade e persistência de chegar ao cimo dela era ENORME! Percebe-se porquê na postagem do BioTerra de hoje! Sempre que regresso a uma figueira, permaneço no chão, aprecio seu volume, seus ramos e cheiros. Descobri há uns anos uma figueira a crescer nas paredes do castelo de Monsaraz. Os cimos das árvores são poemas vivos, lições de vida e de Vida!

A maior riqueza do homem
é a sua incompletude.
Nesse ponto sou abastado.
Palavras que me aceitam como
sou - eu não aceito.
Não agüento ser apenas um
sujeito que abre
portas, que puxa válvulas,
que olha o relógio, que
compra pão às 6 horas da tarde,
que vai lá fora,
que aponta lápis,
que vê a uva etc. etc.
Perdoai
Mas eu preciso ser Outros.
Eu penso renovar o homem
usando borboletas.
Manoel de Barros

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

A hospitalidade

Herdeiros de Belmiro e Soares dos Santos são os portugueses em Davos [Fonte].A lista é negra, da côr do dinheiro e muito influente. Por exemplo Oettinger é conservador (como quase todos) e é um dos mais ardentes defensores do nuclear na Europa. Neelie Kroes, além de Biderberger, situa-se habitualmente entre a 40ª e 50ª pessoa mais influent do mundo, segundo a Forbes.


"Em média: as pessoas aperfeiçoam mais os engenhos mecânicos da corrupção e das traições mesquinhas que os da hospitalidade. Os perigos que observam um corpo são produzidos incessantemente em qualquer fábrica desconhecida mas eficaz. Há muito perigo no mundo - terás pois (não te aborreças já) a tua bela parte." 
Gonçalo M. Tavares, in "Uma Viagem à Índia"

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Apenas 4 corporações controlam 75% das sementes mundiais

Actualmente, quatro empresas controlam 75% das sementes em todo o mundo, o alimento global está nas mãos de “czars” das terras corporativistas o que pode ser uma ameaça preocupante.
Dupont Monsanto corn
Como um dos fenómenos mais alarmantes para o futuro da humanidade existe uma: este fenómeno revela que 3 em cada 4 sementes base da alimentação em todo o mundo, estão nas mãos de 4 empresas internacionais, orientadas apenas por objectivos comerciais, levando à falta de ética nos negócios com a sociedade.

Esta lista de empresas formada pelas corporações Monsanto, DuPont, Syngenta e Limagrain Groupe, constituem um perturbador “tetrapolio” que controla a comida no planeta. As suas práticas de transgénicos e o seu curriculum obscuro de histórias, processos e negócios negros, revelam um dos cenários mais alarmantes para o bem-estar e equilíbrio de recursos naturais do planeta e logo, da sociedade contemporânea.

Para lá das simples ideologias, o impacto deste cenário é que pequenos e médios agricultores vão sendo obrigados a ceder a estas quatro grandes empresas que se dedicam à produção de pesquisa, desenvolvimento em massa de sementes. Áreas plantadas com estas sementes vão eliminando o comércio desenvolvido localmente pelos agricultores nas diferentes regiões. Isto promove uma espécie de agro-apocalipse, aniquiliando técnicas e conhecimentos recolhidos ao longo de mais de 10 mil anos, período durante o qual houve um trabalho em harmonia com a terra e sua cultura.

* Estes dados podem ser confirmados por qualquer pesquisa sobre estas 4 empresas, bem como das notícias dos seus negócios que nunca chegam aos Mass media, mas que estão disponíveis na Internet. As conclusões, embora nos pareçam obvias, podem ser retiradas por qualquer investigador que não esteja toldado e limitado pelo que os Mass Media mostram.

Neste link podem encontrar um gráfico visual que mostra a ligação destas 4 empresas com as empresas que monopolizam os nossos frigoríficos e dispensas [Fonte: Portugal Mundial]

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Morri pela Beleza



Morri pela Beleza - mas mal me tinha
Acomodado à Campa
Quando Alguém que morreu pela Verdade,
Da Casa do lado -
Perguntou baixinho "Por que morreste?"
"Pela Beleza", respondi -

"E eu - pela Verdade - Ambas são iguais -
E nós também, somos Irmãos", disse Ele -
E assim, como parentes próximos, uma Noite -
Falámos de uma Casa para outra -
Até que o Musgo nos chegou aos lábios -
E cobriu - os nossos nomes -


Emily Dickinson, in "Poemas e Cartas"

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Tu estás aqui- Apenas um pequeno pedaço da árvore filogenética de vida

O presente deve ser preenchido com meditação. Unirmo-nos com o nosso património biológico de forma pacífica e com os seres-não humanos, co-evoluindo com a Terra e não contra a Mãe-Terra.

Just a small chunk of the phylogenetic tree of life. Full image here

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Thich Nhat Hanh- O Mundo que Temos...


“[…] O nosso sofrimento não é apenas o nosso sofrimento. […] É o sofrimento de todas as anteriores gerações, humanas e não-humanas. É também o sofrimento da consciência colectiva da nossa própria época. Temos a nossa herança genética, mas também entre-somos com todas as espécies vivas connosco agora neste planeta. Podemos não viver numa zona de guerra, mas nos mais profundos níveis da nossa consciência recebemos os efeitos do sofrimento das pessoas que vivem onde há guerra. Na nossa mente consciente podemos nunca estar conscientes disso, mas a nossa mente inconsciente está ciente do sofrimento que está a acontecer por toda a parte” - Thich Nhat Hanh, The World We Have, 2008, pp.31-32.

Biografia
wiki

Sítios relevantes
Plum Village
Zen Master

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Não posso adiar o coração- Ramos Rosa e Moby

Não posso adiar o amor para outro século 
Não posso 
Ainda que o grito sufoque na garganta 
Ainda que o ódio estale e crepite e arda 
Sob montanhas cinzentas 
E montanhas cinzentas 
Não posso adiar este abraço 
Que é uma arma de dois gumes 
Amor e ódio 

Não posso adiar 
Ainda que a noite pese séculos sobre as costas 
E a aurora indecisa demore 
Não posso adiar para outro século a minha vida 
Nem o meu amor 
Nem o meu grito de libertação 

Não posso adiar o coração

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Encontros Improváveis: Schubert e Bertrand Russel - O Mérito da Monotonia

Homenagem a Franz Peter Schubert que nasceu em 31 de Janeiro de 1797.Foi um compositor austríaco do fim da era clássica, com um estilo marcante, inovador e poético do romanticismo. Escreveu cerca de seiscentas canções (o "lied" alemão), bem como óperas, sinfonias, incluindo a "Sinfonia Incompleta", sonatas entre outros trabalhos.Viveu pouco e não teve reconhecimento publico , morreu aos 31 anos (Viena, 19 de Novembro de 1828). Hoje, o seu estilo considerado por muitos como imaginativo, lírico e melódico, fá-lo ser considerado um dos maiores compositores do século XIX, marcando a passagem do estilo clássico para o romântico. Podemos defini-lo como "mais um artista incompreendido pelos seus contemporâneos".


A capacidade para suportar uma vida mais ou menos monótona deve ser adquirida desde a infância. A este respeito, os pais modernos são bastante censuráveis; proporcionam aos filhos demasiados prazeres passivos, tais como espectáculos e guloseimas, e não compreendem a importância que tem para uma criança um dia ser igual a outro dia, excepto, é claro, nalgumas raras ocasiões. Em geral, os prazeres da infância deveriam ser aqueles que a própria criança descobrisse no seu ambiente por meio de algum esforço e imaginação.

Os prazeres que excitam e ao mesmo tempo não implicam qualquer exercício físico, o teatro por exemplo, só lhes seriam facultados muito raramente. A excitação é da mesma natureza dos narcóticos que cada vez se tornam mais exigentes, e a passividade física durante a excitação é contrária ao instinto. Uma criança desenvolve-se melhor quando, tal como uma jovem planta, a deixam tranquila no mesmo solo. Demasiadas viagens, demasiadas variedades de impressões, não são boas para as crianças e tornam-nas mais tarde, quando forem crescidas, incapazes de suportar uma monotonia fecunda. Não quero dizer que a monotonia tenha algum mérito em si mesma; quero somente afirmar que algumas coisas boas não são possíveis senão quando há um certo grau de monotonia. 

Bertrand Russell, in "A Conquista da Felicidade"

Para saber mais sobre Bertrand Russell
Biografia (EN)
Biografia (PT)
Pagina Oficial
Bertrand Russell Peace Foundation