domingo, 26 de agosto de 2007

O que é a Permacultura, sustentabilidade e eco-comunidades

Permacultura, é considerada pelos especialistas como o futuro para a humanidade.
“A permacultura holzeriana pressupõe um arranjo paisagístico em sentido amplo: corrigir os erros do passado, possibilitar as simbioses criadas pelas acções recíprocas, deixar a natureza trabalhar, recuperar os ciclos naturais.“
Sepp Holzer

Definição de Permacultura e aplicações práticas:
É um sistema de design que engloba tudo o que diga respeito a questões ambientais e de sustentabilidade, mas não só. Em termos práticos, através do uso da Permacultura é possível transformar um deserto num oásis, ou construir toda uma aldeia de uma forma inteiramente sustentável.
Permacultura deriva da palavra original Permaculture - Permanent Agriculture / culture (Cultura Permanente), sendo um sistema de planificação e criação de habitats humanos em harmonia com a Natureza. O conceito foi desenvolvido à 30 anos por Bill Mollison, um fervoroso ecologista Australiano e David Holmgren, estes sistemas surgem como resposta alternativa às agressões do homem ao meio ambiente e consequentemente a si mesmo. Não são métodos novos nem se "reinventa a roda", mas sim um retorno a práticas ancestrais de observação, respeito e trabalho em colaboração com a Natureza como um todo.
É uma atitude de vida positiva que visa a sustentabilidade agrícola, social, cultural e económica através de métodos de planificação e concretização apropriados, eficientes e produtivos cujos padrões se assemelham ou imitam a Natureza. A Permacultura não é um sistema especializado e único numa determinada actividade mas sim um método de integração global de vários componentes da actividade humana, tais como agricultura, piscicultura, silvicultura (...), arquitectura, engenharia, paisagismo, ambiente, economia, sociologia, cultura, etc..
Os entusiastas de Permacultura por todo o mundo exprimem em grande parte as suas análises, planos e criações no campo através da agricultura, horticultura e floresta, mas existem também excelentes exemplos dos mesmos princípios aplicados à cidade, ou a qualquer actividade humana mesmo que não tenha relação directa com a Natureza. Por exemplo um escritório ou uma loja pode ser estruturado e organizado segundo os princípios da Permacultura. Nestes casos a associação com o Feng Shui é muito benéfica pois para além da funcionalidade e eficácia dos métodos de Permacultura a análise energética do Feng Shui complementa o plano de modo a surtir um ambiente aprazível, equilibrado e eficaz. Estas abordagens apesar de aparentemente parecerem algo técnicas ou esotéricas tem um impacte na Natureza.
Para informações mais detalhadas sobre os conceitos de permacultura, clique aqui.

Informações sobre Sepp Holzer e o seu trabalho:
 
Água é Vida: Permacultura Holzeriana como forma de  tornar o Sul da Europa fértil outra vez
Com Sepp Holzer, especialista em permacultura e agricultor de montanha austríaco
O especialista em permacultura e agricultor de montanha austríaco, Sepp Holzer, é famoso em todo o mundo pelo seu trabalho de criar enormes biótopos para a renaturalização de paisagens destruídas e pela produção de alimentos em cooperação com a natureza. Desde a sua infância, Sepp Holzer aprendeu a cooperação com a Natureza e adquiriu a reputação de “rebelde agrário”. Tanto nos Alpes austríacos como em seus projectos em todo o Mundo, que visam renaturalizar paisagem destruídas, ele mostra caminhos para preservar a Natureza e gerar alimentos saudáveis.
Grandes proprietários tanto como donos de pequenas hortas podem ambos aplicar os métodos de Sepp Holzer- e também para habitantes da Terra sem terra, Sepp Holzer oferece possibilidades para produzir os próprios alimentos. Desde há alguns anos, Sepp Holzer também trabalha em Espanha e em Portugal (em Tamera) para, com os seus métodos, ajudar a proteger a região da desertificação. O seu enfoque aqui é a água e a reflorestação em culturas mistas. Projectos modelos estão-se a criar na Estremadura (Espanha) e no Centro de Pesquisa para a Paz Tamera.
Desde Agosto de 2007 que está a ser construída uma paisagem aquática de Permacultura no Centro de Pesquisa para a Paz – Tamera (Relíquias, Odemira), como um modelo para o re-cultivo de paisagens que estão sob a ameaça da desertificação. Nesta região seca durante o Verão e afectada pelo sobre-pastoreio e com sobreiros a morrerem, existem agora algumas bacias de retenção de água da chuva. Nos terraços crescem bancadas de legumes e frutos em todas as estações. Após o solo ficar novamente encharcado de água, a reflorestação com árvores diversas pode começar. A paisagem aquática de Tamera atrai já muitos animais e plantas da região e a vida selvagem retorna. Muitos especialistas portugueses e estrangeiros vêm como este paraíso natural está a desenvolver-se e depressa crescerão hortaliças para alimentar os habitantes do centro. Alguns descobrem: umas 1000 paisagens aquáticas como esta por todo o Alentejo podem salvar esta região da desertificação.
Para saber mais: BioTerra

Sem comentários: