quinta-feira, 30 de abril de 2009

Bill Bryson e a Breve História de Quase Tudo

Bem-vindo. E parabéns. Ainda bem que chegou até aqui. Não foi fácil, eu sei. Para dizer a verdade, suspeito mesmo que terá sido um pouco mais difícil do que pensa.
Em primeiro lugar, para que o leitor esteja aqui agora, foi preciso que triliões d e átomos errantes tenham conseguido juntar-se, numa dança intrincada e misteriosamente coordenada, de forma a criá-lo a si. Trata-se de uma combinação tão única e especializada que nunca foi feita antes, e só vai existir desta vez. Durante muitos anos futuros (esperemos), estas partículas minúsculas irão dedicar-se sem qualquer queixume aos biliões de hábeis e
articulados esforços necessários para o manter intacto e deixá-lo desfrutar da experiência supremamente agradável, mas geralmente subestimada, a que chamamos existência.
A razão pela qual os átomos se dão a este trabalho não é lá muito clara. A nível atómico, ser o leitor não é propriamente compensador. Ou seja, apesar da atenção que lhe dedicam, os átomos não se preocupam consigo
— na verdade, nem sequer sabem que você existe. Nem mesmo que eles próprios existem. Nada mais são do que partículas sem consciência, e nem sequer têm vida própria. (Não deixa de ser ligeiramente impressionante pensar que, se você tentasse dissecar-se a si próprio com uma pinça, átomo a átomo, nada mais iria conseguir do que um monte de fina poeira atómica, da qual nem um grão alguma vez tivera vida, mas que, toda junta, era você.)
E, no entanto, durante todo o período da sua existência, a única preocupação dessas partículas será a de responder a um único impulso incontrolável: fazer com que você seja quem é.
O lado menos bom da questão é que os átomos são inconstantes, e que o seu período de dedicação a uma causa é passageiro. Muito passageiro mesmo. Até uma longa vida humana não dura mais do que umas 650 mil horas. E quando este modesto marco é ultrapassado, ou por volta dessa altura, por razões desconhecidas os seus átomos vão dispersar em silêncio, para se tornarem noutras coisas. E é o fim da história para si.
Apesar de tudo, já não é nada mau que assim seja. De um modo geral, o mesmo não acontece no universo, pelo menos que se saiba. O que não deixa de ser estranho, porque os átomos que com tão boa vontade e generosidade se agregam para formar os seres humanos aqui na Terra são exactamente os mesmos que se recusam a fazê-lo em todo e qualquer outro lugar. A vida pode ser muitas coisas, mas do ponto de vista químico, é curiosamente simples: carbono, hidrogénio, oxigénio e azoto, um pouco de cálcio, uma pitada de enxofre, uns pozinhos de outros elementos muito corriqueiros – nada que não possa encontrar numa farmácia normal – e pronto, não é preciso mais nada. A única característica especial dos átomos que o constituem a si, é o facto de o constituírem a si. E nisso consiste o milagre da vida. [introdução escrita pelo próprio autor, na edição portuguesa; mais aqui]

MAIS INFORMAÇÕES

Página oficial de Bill Bryson


sábado, 25 de abril de 2009

Maria Azenha - O Mar Atinge-nos


O mar envolve-nos, devolve a nossa globalidade, unidade e diversidade.Os poetas cantam tragédia, frescura, enigma, massa líquida, antiguidade, espanto, conquista. Os jornais e a história retratam a imigração, o tráfego humano, a pirataria. E a ciência amplia o conhecimento da matemática das ondas e do povo do mar.


Dedico esta postagem e texto à minha amiga Maria Azenha e à sua obra O Mar Atinge-nos.
Feliz dia 25 de Abril!


Poema e vídeo originalmente publicado no seu blogue, a 15 de Dezembro de 2008

Chuva marítima

cultivo rosas brancas
em varandas a ocidente
daqui avista-se o mar
e o mar é grande

chove.

atravesso um caminho branco
chove.
o mar entrou pelo meu coração
chove.



sexta-feira, 24 de abril de 2009

Vamos defender a Reserva Agrícola Nacional- petição

Quercus e LPN - Liga para a Protecção da Natureza opõem-se ao empreendimento Palmeiras Resort em Tavira
Projecto viola PDM e
afecta solos da Reserva Agrícola Nacional
(comunicado de 28 de Fevereiro de 2008)

O novo diploma não foi sujeito a escrutínio público e viola o princípio da conservação dos solos agrícolas.
Lê-se ainda que comunicados (dos Conselhos de Ministros) omitem quaisquer referências ao facto de o regime agora aprovado:
a) permitir a incondicional florestação dos solos agrícolas;
b) permitir excluir da RAN, àreas destinadas a habitação, actividades económicas, equipamentos e infra-estruturas, subalternizando a defesa dos poucos solos férteis do país a necessidades que podem ser colmatadas de outras formas;
c) as numerosas utilizações de àreas da RAN para outros fins que viabiliza.

Acresce que sendo embora matéria legislativa que diz respeito à Rede Fundamental de Conservação da Natureza, nenhuma das organizações não governamentais de ambiente foi ouvida na respectiva elaboração.

Assim sendo, os cidadãos abaixo identificados reiteram a necessidade de alargar o debate sobre a matéria, por forma a encontrar melhores soluções legislativas para a compatibilização dos diferentes interesses públicos afectados por esta revisão legal, a cuja imediata alteração apelam.

Os Peticionários





quinta-feira, 23 de abril de 2009

Base de Dados online- Plants for a future

Mais uma excelente fito-base de dados. Vale a pena guardar, partilhar...
Plants for a Future

terça-feira, 21 de abril de 2009

OGM- posição da Physicians and Scientists for Responsible Application of Science and Technology (PSRAST) e boas notícias


Esta postagem mantenho-a em inglês, excepcionalmente, porque considero que é muito importante que mais pessoas adquirem consciência de que OGM significa riscos, é uma tecnologia cara, existe uma clara tentativa de monopólio da agricultura por parte de algumas (bem identificadas) multinacionais, não satisfaz nem resolve a fome e porque considero que há alternativas mais baratas e amigas do ambiente e da saúde.

Why are genetically engineered foods not safe to eat.[link]

It is an unscientific experimentation with unpredictable and potentially hazardous and irreversible outcomes. This includes
genetic engineering of plants, trees, bacteria, insects and animals [link]

Why we find it necessary to forbid the release of GE organisms (plants, trees, fishes, insects, bacteria etc) into the environment and ban the use of GE foods.[
interactive guide]

Vriendelijke groeten, Miep

BOAS NOTÍCIAS

A Alemanha proibiu o cultivo de milho transgénico [notícia, 14 de Abril]
Mega-manifestação em Zaragoza, Espanha [vídeo reportagem, 18 de Abril]


segunda-feira, 20 de abril de 2009

Dossiê Darwin muito completo na BBC



Clica na imagem e vê o portal Darwin da BBC!


Trata-se de uma página cheia de áudio e vídeos especialmente voltados para as comemorações Darwinistas Bi e Sesquicentenárias. São pelo menos 21 possibilidades de programas muito interessantes. Vale a pena gastar um tempinho ouvindo esses programas muitos deles com biógrafos e cientistas famosos bem como tátara tátara tátara netos de Darwin, como a escritora e poeta Ruth Padel.
Obtive esta informação ao visitar o blogue Marco Evolutivo.

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Um poster da II Guerra Mundial muito actual

Fonte: World War II Posters

Fonte: Guidespot

Dá que pensar, não dá? Podemos fazer (sempre) Melhor. Melhores práticas amigas do ambiente, lixo zero e risco zero, da saúde e da Paz.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Sobre a Paleoecologia


Fonte: Jokes For Everyone


A Paleoecologia utiliza dados a partir de fósseis para reconstruir os ecossistemas do passado. Esta ciência inclui o estudo dos fósseis e os seus organismos bromalites e outros vestígios fósseis, em termos do seu ciclo de vida, suas interacções, seu ambiente natural, condições da sua morte e deposição.
O objectivo da Paleoecologia, pois, construir o mais detalhado possível o modelo das condições ambientais em que os organismos viviam ; esse trabalho de reconstrução envolve complexa interacção entre factores ambientais (temperatura, teia alimentar, do grau de iluminação solar, etc.). Evidentemente grande parte deste complexo de dados são distorcidos ou destruídos pelos processos post-mortem de fossilização , adicionando mais uma nível de complexidade.

A complexidade do factor ambiente é geralmente abordada através da análise estatística dos dados numéricos disponíveis (quantitativa ou paleontologia quantitativa ou paleoestatística), enquanto que o estudo de processos post-mortem é conhecido como o campo de tafonomia .

Muita investigação paleoecológica centra-se nos últimos dois milhões de anos (o período Quaternário), porque os ambientes mais antigos estão menos bem representados, em fósseis, ao longo da cronologia da evolução. Com efeito, muitos estudos concentram-se no Holoceno (os últimos 11000 anos), ou a última fase glacial do Pleistoceno (o Wisconsin / Weichsel / Devensian / Glaciação Würm idade do gelo, a partir de 50000 a 10000 anos atrás). Estes estudos são úteis para a compreensão da dinâmica dos ecossistemas para a mudança e reconstrução de ecossistemas pré-industrialização. Muitas políticas públicas responsáveis pela tomada de decisões têm salientado a importância de utilizar estudos de base paleoecológica para as escolhas feitas na conservação e equilíbrio ecológico.

Consultar também


Fernández-López, S. 2000.Temas de Tafonomía (e-livro , 15 Mb, 167 páginas)

Silva, C.M .2005. Guia do/a Professor/a.Exposição Plumas em Dinossáurios :afinal nem todos se extinguiram Museu Nacional de História Natural de Lisboa, 50 pp.

Fox, D. Dig Deeper. Conservation in Practice 7(3):15-21

Taylor, P.D. and Wilson, M.A. 2003.Palaeoecology and evolution of marine hard substrate communities. Earth-Science Reviews 62: 1-103


Ver também
Trabalhos de Mick Frogley
Paleopolis


domingo, 12 de abril de 2009

O Naturdata é o primeiro portal de biodiversidade em Portugal. Boa Páscoa

O Naturdata é o primeiro portal de biodiversidade em Portugal.

O seu objectivo é a promoção do conhecimento sobre as espécies de seres vivos que ocorrem em Portugal e sobre os sistemas onde se inserem.

Para tal, este projecto propõe-se a criar e desenvolver uma base de dados, a nível nacional com informação sobre as nossas espécies.
Esta informação será recolhida, compilada, analisada e tratada por equipas de especialistas de cada grupo que integram o Naturdata.


Comentário: Do hebreu Peseach, Páscoa significa a passagem da escravidão para a liberdade. Páscoa, portanto, significa passagem. Para nós, cristãos, é a passagem da vida para a vida. Infelizmente com muito sofrimento e agressão sobre Cristo. Talvez a maior esperança é essa: mesmo nos momentos mais difíceis da nossa vida e vida em comum, saibamos superar a dor e a violência, gerando Amor. Amor atrai Amor.
Do mesmo modo, amarmos e cuidarmos de todas as formas de vida.
Amá-las, respeitando os seus habitats, permitindo a evolução dos ecossistemas e a evolução das espécies, com o menor dano por nossa parte.
Comemoremos a sua passagem na Terra. Celebremos a Páscoa com a Vida.


quinta-feira, 9 de abril de 2009

Ferreira de Castro, a ecologia e uma pequena história de A Selva

Ferreira de Castro [Fonte: Embaixada de Portugal em Andorra]

A Selva foi escrita de 9 de Abril a 29 de Novembro de 1929. Director do magazine Civilização, que me atarefava o melhor do dia, redactor de O Século, colaborador de já não sei quantas publicações, para viver tinha de trabalhar imenso, dispersando-me constantemente em mil ninharias literárias; e ao meu pobre livro, único isento de obrigação, só podia oferecer um tempo escasso. Era das seis e meia às oito da noite, depois de haver estendido num divã, durante alguns minutos, a fadiga trazida, como um fato de chumbo, do magazine e do jornal, que me embrenhava na Amazónia.
A Selva, 32.ª edição, Lisboa, Guimarães & C.ª Editores, 1980, p. 20.
Consultar com frequência o blogue
Ferreira de Castro

Ler também Ferreira de Castro e a ecologia, um artigo no Avante!, da autoria de Francisco Silva

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Nobel Alternativo 2008 - Right Livelihood Awards 2008



Na Páscoa cristã é um momento de reflexão, interior e em comunidade, de momentos intensos da vivência de Jesus, libertador e sacrificado.
Muitos homens e mulheres independentemente dos credos, origens sócio-políticas e económicas,há pessoas que se distinguem no interface da ação social,ambiental,da paz e dos direitos humanos.Por isso acho muito oportuno (re)lembrar os premidados do Nobel Alternativo de 2008.
Fundada pelo célebre etologista Jakob von Uexküll, a Right Livelihood Award Foundation atribui anualmente os prémios Right Livelihood, também conhecidos por Nobel Alternativo.

E no ano 2008 foram premiados:

Krishnammal Jagannathan (India), e seu marido Sankaralingam Jagannathan, e a organização LAFTI (Land for the Tillers Freedom) pela realização ao longo de toda a vida, na prática, da visão gandhiana de justiça social e desenvolvimento humano sustentável. (no vídeo)

Amy Goodman (USA), fundadora de Democracy Now!, programa diário de TV e rádio a nível do cidadão de base, por ter desenvolvido um modelo inovador de jornalismo político verdadeiramente independente que leva a milhões de pessoas as vozes alternativas que frequentemente são excluídas dos mídia estabelecidos

Asha Hagi (Somalia). Segundo o júri, o prémio distingue-a pela perseverança em liderar, com grande risco pessoal, a participação feminina no processo de paz e reconciliação num país devastado pela guerra.


Monika Hauser (Germany), ginecologista e fundadora de Medica Mondiale, devido ao seu empenho incansável em trabalhar com mulheres que sofreram a mais horrível violência sexual em alguns dos mais perigosos países do mundo e pelas campanhas que fez para que elas recebessem reconhecimento e compensação social
(resenha dos premiados escrita pelo meu amigo José Carlos Marques, o meu muito obrigado)

Saber mais em:

Right Livelihood Awards




Palestra proferida por Jakob von Uexkull Globalização: Valores, Responsabilidade e Justiça Global



terça-feira, 7 de abril de 2009

Cortiça, a escolha (Eco)Lógica - documentário "Cork: Forest in a Bottle"


Documentário: "Forest in a Bottle" from EcoLogicalCork.com on Vimeo.



No dia 22 de Fevereiro de 2009 a SIC transmitiu um documentário bastante interessante e que todos devemos ver. Não tenho dúvidas em afirmar que este foi o documentário sobre vida selvagem de Portugal mais espectacular que já vi até hoje. O programa da cadeia britânica BBC - Natural World - veio a Portugal descobrir o montado descrevendo-o como um ecossistema fascinante, "um dos últimos locais da Europa onde a economia local convive harmoniosamente com a natureza". Depois de transmitido inicialmente pela BBC no dia 9/12/2008, o canal SIC transmitiu agora para o território nacional. Veja aqui a versão transmitida em Portugal.

Ler mais informação actualizada em Cortiça: A escolha (Eco)Lógica :: Cork: The (Eco)Logical choice

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Património do Hubble- olhando para o céu


Clicar na imagem

No momento em que a Coreia do Norte está outra vez nas bocas do mundo, desta feita por pretenso lançamento de um satélite para o espaço, prefiro falar hoje de outros aspectos positivos da relação Ciência, Sociedade e Tecnologia.
O projecto Hubble é claramente o oposto da notícia referida. Os resultados foram surpreendentes e outros novos, permitindo uma maior sociabilização da astronomia a nível mundial.
O Hubble Site é pois um portal que permite a todos experimentar uma excelente navegação interestelar,pela matéria negra e energia cosmológica.

Outros sítios fantásticos sobre os resultados obtidos através do Projecto Hubble
The Hubble Heritage Project Image Gallery
Hubble Space Telescope Public Pictures
Hubble Space Telescope Data Archive

Quem foi Edwin Hubble? (uma excelente biografia na Wiki, em inglês e mais resumida, em português)

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Darwin 2009 na Lusofonia



Um sítio comemorativo dos 200 anos do nascimento de Darwin, denominado Darwin 2009, com vasta documentação, e todo em língua portuguesa. Valia a pena a visita, aqui. P.S: Afinal, precisamente hoje (será por falta de verbas?) retiraram o sítio. Realmente merece uma nota negativa.

Ano de Darwin no sítio comemorativo Brasileiro.

Sabias que Darwin visitou Cabo Verde? Eis algumas pistas escolhidas pelo João Branco


quarta-feira, 1 de abril de 2009

Filmes sobre Baleias do Okeanos Stiftung



Clique na imagem e entre no mundo das baleias

Uma excelente viagem pelo mundo das baleias, de excelente qualidade.
Vencedor Prata do OnlineStar 08