quarta-feira, 30 de abril de 2008

Manifesto Rio Paiva e novo livro sobre Água

Apelo BioTerra: assine e ajude a divulgar o Manifesto SOS Rio Paiva



Água – 4 Contos é um livro editado pela Associação de Jovens Professores da Região Alentejo com o apoio da Comissão Nacional da Unesco e o patrocínio da Caixa de Crédito Agrícola de Évora e da Fundação Luso e que conta ainda com as parcerias da Grafimonsaraz e da Infimoframe.
Os contos são da autoria dos escritores
Matilde Rosa Araújo, Maria Alberta Menéres, António Torrado e José Jorge Letria com ilustrações de Francisco Bilou.O livro (apresentado em edição bilingue – português e espanhol) aborda a temática da água sob diferentes perspectivas.
A sua publicação pretende, por um lado, chamar a atenção para a problemática da água, de uma forma lúdica e, simultaneamente, pedagógica; por outro lado, visa através das receitas geradas com a sua venda, a conclusão do Água – Centro de Educação / Aldeia das Ciências, um projecto que promove a educação para uso eficaz da Água e Desenvolvimento Sustentável.

terça-feira, 29 de abril de 2008

Grande Reportagem de 21 Abril - Corrupção: Crime sem castigo ( ver até ao fim)


A bolha imobiliária e o crime da corrupção. Ricardo Sá Fernandes, advogado, Paulo Morais, ex-vereador do urbanismo da câmara do Porto, e Teresa Goulão, ex-presidente de uma empresa municipal de Lisboa, garantem que é fácil ser "aniquilado" na sequência de uma denúncia de corrupção. Nunca o país soube tanto sobre a anatomia deste crime. Conhecem-se as áreas de risco, sabe-se por que razões o sistema falha. Mas continua a ser um crime sem castigo.

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Só na foz do rio se ouvem os murmúrios de todas as fontes


Em Portugal estão a desenvolver-se várias acções cívicas e activismo ecológico que insistem na conservação e protecção dos rios e respectivas bacias hidográficas da região onde vivem.Umas estão a ter alguma receptiviadade por parte das autarquias e Estado (ex: Amigos do Rio Leça), mas são muito demoradas e por outro lado, existem novos riscos de descaracterização sócioambiental, poluição e pressão económica (ex:QREN e PIN).
Como se sabe, há sempre muito a fazer. Ficam aqui alguns desses manifestos e ONG que diariamente pretendem salvaguardar a memória dos seus rios, biodiversidade e cultura.


Corrente Rio Leça
Movimento em Defesa do Rio Tinto (no Sapo)
Movimento em Defesa do Rio Tinto (no Blogger)
SOS Rio Paiva

Agenda

Saída de Campo no Rio Boco 3 de Maio (mais informação aqui)

Esta zona húmida, integrada na Zona de Protecção Especial da Ria de Aveiro, apresenta um caniçal bem desenvolvido, constituindo assim uma importante área para a conservação das aves selvagens pelo refúgio e local de nidificação. Durante a saída de campo será possível observar, entre outras, as seguintes espécies: Garça-vermelha, Águia-sapeira, Milhafre-preto, Garça-branca, Garça-real, Pato-real e Rouxinol-dos-caniços. Poderemos ainda encontrar marcas da presença da Lontra, que se encontra distribuída pela região.


Vídeo: Maria Bethânia: Águas de Cachoeira, gravado no Teatro do Sesi em Porto Alegre dia 18/11/2006
Título da postagem: poema de Guimarães Rosa


sábado, 26 de abril de 2008

Xesús R. Jares (in memoriam) - um ideólogo da Paz



Educar para a cidadanía democrática
Xesús R. Jares
N.º 117, Ano 11, Novembro 2002, Página n.º 31

A Guerra nunca mais
Xesús R. Jares
N.º 121, Ano 12, Março 2003, Página n.º 31

Entrevista com Xesus Jares, professor da Universidade da Coruña e coordenador do colectivo "Educadores para a Paz"
Ricardo Jorge Costa + Xesús R. Jares
N.º 123, Ano 12, Maio 2003, Página n.º 11

XVII Encontro Galego e X Galego-Portugués de educadores/as pola paz
Xesús R. Jares
N.º 133, Ano 13, Abril 2004, Página n.º 27

Educar para o desenvolvemento e a xustiza
Xesús R. Jares
N.º 110, Ano 11, Março 2002, Página n.º 43

Novo curso: tempo para a esperanza
Xesús R. Jares
N.º 138, Ano 13, Outubro 2004, Página n.º 27

Duzentos e vinte profesores no XVIII Encontro Galego-Portugués de Educadores Pola Paz
Xesús R. Jares
N.º 146, Ano 14, Junho 2005, Página n.º 27

A educación para a cidadanía no currículum
Xesús R. Jares
N.º 148, Ano 14, Agosto/Setembro 2005, Página n.º 27

Educar para a cidadania
Xesús R. Jares
N.º 150, Ano 14, Novembro 2005, Página n.º 27

Unha lei para o fomento da educación e a cultura da Paz
Xesús R. Jares
N.º 153, Ano 15, Fevereiro 2006, Página n.º 27

A violencia escolar nos medios: entender para actuar
Xesús R. Jares
N.º 162, Ano 15, Dezembro 2006, Página n.º 16

25 anos de educadores pola paz
Xesús R. Jares
N.º 177, Ano 17, Abril 2008, Página n.º 28

Pedagogia da Convivência. Sobre a indisciplina, a violência e, sobretudo, a educação para a Paz
Xesús R. Jares
N.º 173, Ano 16, Dezembro 2007, Página n.º 36

Algo mais que unha asignatura
Xesús R. Jares
N.º 172, Ano 16, Novembro 2007, Página n.º 36

sexta-feira, 25 de abril de 2008

O 25 Abril também é italiano- testemunhos de Paride Allegri, ecologista e pacifista


Paride Allegri Sirio, classe 1920,comandante partigiano della 76a Brigata SAP Angelo Zanti di Reggio e leader ecologista e pacifista aderisce al V-DAY per la Libera informazione del 25 aprile 2008. Un messaggio da un uomo che ha combattutto per la libertà ai giovani di oggi per un domani migliore

Em Itália, o dia 25 de Abril também é feriado nacional. O fim do fascismo italiano coincide com a data da queda do Estado Novo.
A data 25 de Abril marcou a história da Europa. Apesar de 25 Aprile e 25 de Abril não serem o mesmo, ambos estão irremediavelmente ligados ao fim do fascismo.
O 25 Aprile deu-se em Itália em 1945. Os partigiani (guerrilheiros anti-fascistas) e as forças aliadas protagonizaram a libertação da ocupação das tropas nazis, pondo fim à ameaça do fascismo ressurgir no seu panorama político.
Maria Pia Mottini é cidadã italiana residente em Portugal e professora de italiano no Consulado de Itália, no Porto. Segundo a professora, muita gente sofreu no final da guerra, muita gente moreu. Esta última fase levou muita gente para os campos de concentração, trouxe muita fome, destruição, doenças... Faltava tudo! A Itália de 44 e 45 era uma Itália completamente destruída, concluiu.
[Ler mais: JPN,26 de Abril 2006 por Milene Marques]

Mais sobre Paride Allegri
IL VIAGGIO DI UN RESISTENTE (livro)
Wikipedia
Le mani nella terra


Há cravos no ar!!!


Clique na imagem


quinta-feira, 24 de abril de 2008

Happy Easter * PEACEaster - Polifonia Portuguesa pelo Coro da Catedral Westminster


1 - "Hodie nobis", Pedro de Cristo91550-16180
2 - "Alma Redemptoris Mater", Aires Fernandes (data desconhecida)

Pedro de Cristo é um compositor Português da Renascença. Ele é um dos mais importantes polifonistas Português dos séculos XVI e XVII. 1571 - Mosteiro de Santa Cruz (Coimbra).

Entre os outros compositores Português cujas obras estão preservadas em manuscritos de Santa Cruz, um dos melhores é Aires Fernandes. Infelizmente, nada se sabe ainda por sua vida. embora seja provável que ele trabalhou em Coimbra, eventualmente, os pedaços da catedral e relativamente poucas peças completas.

Comer ou Atestar? (Re) Educação Alimentar, (Re) Educação da Mobilidade e (Re) Definir o Valor Ambiental do Solo


Mapa dos motins da fome (clique na imagem para visualizar melhor)
(Fonte : Libération & FAO, 14 de Abril de 2008)

Elaborei esta colectânea (o mais actualizada possível) de textos para nos ajudar a redefinir ou ajustar a nossa percepção pessoal sobre o que é o Solo (pertença, bem público, conexão com direito ambiental e de trabalho, cultura, comida, recursos naturais e biológicos, com a introdução de OGM,...), sobre a sua insustentável utilização promovido por conflitos de interesse entre potências económicas, a segurança alimentar e a relação solo*alimentação*consumo*desequilíbrios*pico do petróleo.
Espero que possa contribuir para uma ideia mais focada no valor ambiental do solo (mitigando o Pico do Solo).
Espero conseguir.

1.
Comida: a decisiva arma da elite dominante
Texto de William Bowles publicado em Creative-I a 17 de Abril de 2008. Tradução de Alexandre Leite

2. Pico do Solo + Pico do Petróleo = Pico de Espólios
Texto da autoria do ETC Group publicado em Dezembro de 2007. Tradução de Alexandre Leite

3. Crise alimentar à escala mundial
Food Crisis: a Silent Tsunami, CNN, 22 de Abril 2008


4. Émeutes de la faim : les raisons de la colère Libération,14 Abril 2008

5. Famine as Policy.The grounds of GMO.

6. Comer ou atestar? Texto de George Monbiot publicado em Guardian a 12 de Fevereiro de 2008. Traduzido por PTF


quarta-feira, 23 de abril de 2008

Uso de cereais para combustível agravou fome



1.Por Eduarda Ferreira

Nem tudo o que parece verde é. Esta a lição que a nível global está a ser aprendida. A procura de alternativas ao petróleo teve já alguns efeitos desastrosos nas reservas alimentares do planeta, disseram-no já diversas entidades das Nações Unidas, cujos alertas previam mais fome, revoltas dos pobres em muitas regiões e também um desgaste
ecológico. A crise do pão já está a ser sentida por milhões, na quantidade e no preço.
Já há tumultos em alguns pontos do globo, como os Camarões, Indonésia, Haiti e o Níger. E a directora do Programa Mundial de Alimentos, da ONU, avisou que terá de ser retirada a ajuda a 100 mil crianças, se os doadores não acrescentarem os seus subsídios para compensar a subida do preço dos cereais. Os Objectivos do Milénio para retirar da fome alguns milhões de pessoas dificilmente serão cumpridos nestas
circunstâncias. Esta é só uma faceta da realidade, que também inclui os muitos milhões de África, Ásia e América Latina já antes a braços com a carência alimentar. Havia 800 milhões de famintos no mundo. Tudo corre agora de mal a pior.
[Contiuar a leitura no JN de 21 de Abril]

2. Dossier Biocombustíveis e Crise Alimentar (9 artigos compilados por Esquerda.Net)

3. Indústria pressiona UE para os 25% para o uso de agro-combustíveis nos transportes, denúncia Corporate Europe Observatory (CEO). Ainda relativo a este assunto, interessante ver e consultar o Dossier da CEO

4. A ler também Why Bother? publicado no NY de 20 de Abril
Por Michael Pollan (página pessoal) autor do mais recente livro In Defense of Food: An Eater’s Manifesto


Sugestão Dia Mundial Do Livro
Texto: Isabel Minhós Martins
Ilustrações: Bernardo Carvalho
Quando chegaram à Terra eram apenas umas centenas, inofensivos e mais ou menos vagarosos. Depois, aos poucos, foram chegando mais e mais... Um livro bem-disposto que é também um grito de libertação contra a pressão automobilística.Edição Planeta Tangerina


terça-feira, 22 de abril de 2008

Planet Diversity * Diversidade Planetária * Congresso Mundial Sobre o Futuro da Alimentação e Agricultura, Bona, Maio - grande evento internacional


A partir de 12 de Maio representantes de mais de 190 países em todo o mundo serão convidados na Alemanha, à negociação sobre extinção das espécies e da engenharia genética, o controlo das sementes, ao longo das áreas protegidas e diversidade agrícola. Estas são questões de sobrevivência. Teremos mais resultados do que uma mera e voluntária declaração de intenções? Vamos ver mais na media do que os laços e colares á frente dos microfones? Os delegados governamentais vão ver e ouvir o que a população aqui na Alemanha e em todo o mundo espera deles? O cerne das negociações será a pergunta: quem será responsabilizado no futuro pelos danos de libertação de OGM? A resposta dos representantes dos países industrializados, incluindo a Alemanha, foi: ninguém. Uma mão livre de empresas internacionais sem responsabilidade nem cumprimentos das mais elementares regras de biossegurança? Isto não pode ser verdade!
Nós convidamos todos aqueles que gostariam de ver este Congresso Mundial juntarem-se a nós em Whit, Segunda-feira, dia 12 de Maio,no local das negociações:

1. Pelo o direito humano a alimentos adequados, diversificados e saudáveis, contra o uso indevido da agricultura para os agrocombustíveis e outras matérias-primas para a especulação internacional;
2. Pelo direito dos consumidores e agricultores para decidir, contra experimentações genéticas com a nossa comida e nosso meio ambiente;
3. Pelo o livre intercâmbio de sementes agrícolas e conhecimento, contra a biopirataria e patentes sobre os seres vivos;
4. Por uma agricultura diversificada, natural, livre de monoculturas e que apoie a pequenaprodução, familiar, camponesa e tradicional
5. Pela a diversidade biológica regional, justa e livre de OGM! (Tradução livre da página web do Congresso Planet Diversity)

De salientar o número impressionante de ONG convidadas e o mapa interactivo,como podem ver em World Map.
Também aconselho vivamente a visualizar a boa e diversificada secção de Vídeos



segunda-feira, 21 de abril de 2008

Como celebrar o Dia da Terra: Plant Bilion Trees; War is not Green; Diz Não a Investigações Homem GM ; Relatório Municipal de Sustentabilidade

1.




2. Guerra não é definitivamente verde. Muito pelo contrário. Os E.U. militar é o maior consumidor de petróleo do mundo e o maior poluidor do mundo, gerando 750.000 toneladas de resíduos tóxicos anualmente. Se deixar de financiar a guerra por petróleo no Iraque, o nosso imposto e dólares podem ser encaminhados para o desenvolvimento limpo, fontes de energia verdes que nos ajudará a construir um planeta saudável e pacífico. Assina a petição da Codepink War is Not Green

3. Dentro de poucas semanas os deputados britânicos vão decidir se irão permitir que cientistas possam iniciar a investigação sobre o derradeiro passo em genética humana: a criação da GM designer de seres humanos. Se é contra envie o seu protesto:Last Chance to Shut the Door on GM Human Beings

Portugal AmbioPositivo
Porto é único município com relatório de sustentabilidade
A inciativa é pioneira entre os municípios portugueses e a quarta a nível mundial, salientou José Branco.

Portugal AmbioNegativo
70 por cento dos resíduos de construção e demolição sem paradeiro
Só nos concelhos de Sintra e Cascais estima-se que sejam produzidos anualmente mais de 180 mil toneladas de RCD (resíduos de construção e demolição).


domingo, 20 de abril de 2008

Sondagem agro-combustíveis e Campanha Dirty Cars Greenpeace


1.Campanha Greenpeace Dirty car deals, climate destruction on wheels
Juanta a tua voz a perto de 30.000 assinaturas já recolhidas: Defend the objective of 120 grams of CO2 per km in 2012 accompanied by strong penalties, and an objective of 80 grams of CO2 per km in 2020.

2.Sondagem em Portal Ambiente Online
Concorda que a União Europeia suspenda a meta de dez por cento para os biocombustíveis, prevista para 2020, como sugerido pela Agência Europeia do Ambiente?

Sim, deve fazer-se um novo estudo sobre riscos e benefícios

Não, a meta deve ser mantida

Não sei

3. Relatório da ONU condena expansão dos biocombustíveis
Quando alguém inicia, nos Estados Unidos, uma política de seis mil milhões de subsídios, uma política de biocombustíveis que drena 138 milhões de toneladas de milho do mercado de alimentos, estão estabelecidas as bases de um crime contra a humanidade, acusou o sociólogo suíço Jean Ziegler, da ONU, em entrevista ao jornal
Libération.

4. Cinq fois plus de voitures à l'horizon 2050






sexta-feira, 18 de abril de 2008

Notas de viagem pela Serra da Estrela: as águas de montanha e sua relevância ambiental





Encontrei no Youtube este vídeo de Paulo César Fajado e de Jorge Pelicano, este último o realizador do filme Ainda Há Pastores?.
Nesta minha recente visita à Serra da Estrela comprei este livro e que foi muito útil:

Barbosa, A., Correia,A.1998. À Descoberta da Estrela.Grandes Rotas Pedestres.ICN, Lisboa,120 pp.

Em complemento deixo-vos uma súmula de textos salientado a importância das águas de montanha da Serra da Estrela, sua origem e a biodiversidade que alberga.


A Estrela apresenta-se como um monólito visivelmente destacado das terras mais baixas que a rodeiam. As suas vertentes caem abruptamente sobre a Cova da Beira e vale do Mondego.
O rio, no seu curso superior, divide-a em dois ramos: um domina a bacia de Celorico; o outro, morre no promontório em que assenta a Guarda. A ocidente, o granito passa a xisto, dando lugar aos cimos boleados do Açor. Por toda a parte são visíveis os vestígios da última glaciação: blocos erráticos, covões, moreias, lagoas e vales glaciários como os do Zêzere e do Alforfa.(Fonte:ICNB)

Mais blogues Amigos da Serra (além dos que constam no meuDossier Montanha)
Ambiente Mangualde
Casegas vai nua
Estrela no seu Melhor
Geo-Serra da Estrela
Estrela no seu Melhor
Loriga (Pedro Amaro)
Mafia da Cova

Leituras aconselhadas
Os glaciares são os agentes mais importantes na formação de lagos no Planeta.Por Nuno Leitão

O Guerreiro da Água . A capacidade de mergulhar, nadar e caminhar debaixo de água permite ao melro-d’água vencer as suas duras batalhas de procura de alimento, tornando este tímido habitante de rios e riachos de montanha um tesouro da avifauna Europeia. Por João Cosme.


quinta-feira, 17 de abril de 2008

Reciclar rolhas de cortiça


Vídeo de 2006!!
Um projecto que merece a nossa atenção e participação.Comece já hoje a juntar as suas rolhas de cortiça!
A partir de dia 22 de Abril (Dia da Terra) será iniciada a recolha nos restaurantes.
No dia 5 de Junho (Dia Mundial do Ambiente) já poderá colocar as suas rolhas nos Rolhinhas dos Hipermercados Continente
Posteriormente irá ser alargado a outros locais. Não custa nada direccionar as rolhas de cortiça para a reciclagem.
Mais informações clique aqui.

Veja entrevista na TVNET


segunda-feira, 14 de abril de 2008

Serra da Estrela, a Biodiversidade e os Pastores




Ao passear pela Serra da Estrela encontrei o Sr. João Direito a pastorear o seu rebanho de ovelhas e cabras. Falamos um pouco e a conversa foi tão amena, que não resisti em perpetuar o nosso encontro sem o filmar.Em casa, fiz esta videomontagem. Se passar por Seia, recomendo vivamente a visita ao CISE -Centro de Interpretação da Serra da Estrela.

Ficha Técnica
Poema Vogais de Água de Maria Azenha
1ª Foto- Jan Jansen
2ª Foto- arquivo do Jardim Botânico RJ (Briófitas no Mundo)
3ª Foto - João Soares
Pequeno Filme: João Soares
Música: Clock de Thom Yorke
Realização: João Soares Vídeos BioTerra


1. Alguns Trabalhos Sobre Biodiversidade na Serra da Estrela
1.2. Jansen,J. 2002. Guia Geobotânico da Serra da Estrela. ICN.276 pp.


2.Para conhecer o estatuto e razões de Parque Natural, Região Biogenética e Rede Natura



3. Campanha Limpeza da Serra

1ª Caminhada pelo Ambiente da Serra da Estrela: A Plataforma pelo Desenvolvimento Sustentável da Serra da Estrela (PDSSE) promoveu no ano passado uma caminhada múltipla. Grupos partiram de diferentes locais, de diferentes encostas da Serra e subiram à Torre. Reportagem completa, com itinerários e algumas fotografias disponíveis.

domingo, 13 de abril de 2008

Mapas: o tamanho do pénis em todo o mundo

Existem milhares de mapas existentes usando dados públicos para mostrá-los no Google Maps. Hoje vou apresentar um bem original: O tamanho dos pénis no mundo.



Não tem muito que explicar… podemos ver os países classificados por cores segundo o tamanho do pénis dos homens da região. África e América do Sul dominam a lista, Ásia perdendo nela.
Os dados para a criação dele vêm do everyoneweb.com, que obteve os dados de estudos e inquéritos realizados no mundo todo.

Há uma folha bem documentada no Wikipedia sobre este assunto, sem tabús.




sexta-feira, 11 de abril de 2008

Acções para mitigar os impactes ambientais do Homem a nível (g)local


1.Lixo Zero




1.1. Eu Não Faço Lixo O compromisso desta campanha é assumir o desafio da sustentabilidade e reduzir a quantidade de lixo. Mais uma iniciativa da Lipor que, neste sítio, explica e sugere, com uma linguagem fácil e atractiva, boas práticas ecológicas.Tem ainda um simulador de quantidade de lixo (papel e cartão, plástico, metal, vidro, orgânicos e ainda outros tipos de lixo) e um fórum para trocar ideias.

1.2. Os Amigos da Terra lançaram neste mês uma nova fase da campanha pela regulação e redução do lixo na UE. A União Europeia precisa de novos objectivos e uma nova Directiva. Actua. Segue todas as orientações no sítio Love Recycling

2. Montanha / Agenda 21 / Agricultura Sustentável / Ecoaldeias

2.1. Projecto Criar Raízes tem procurado dar resposta a problemas do concelho, nomeadamente o despovoamento das aldeias mais periféricas de São Pedro do Sul. A estreia nacional do novo documentário de Victor Salvador, Névoa no Vale (ver trailer e mais algum material aqui), ocorreu passado dia 5 de Abril, justamente no local que deu origem ao filme, Covas do Monte,Serra de S. Macário, distrito de Viseu.

2.2. Centro Comunitário Semente de Futuro, sediado em Arouca, numa propriedade rural, onde se pratica um modelo de agricultura biodinâmica, a integração social de pessoas com deficiência,idosos e crianças da região e práticas de desenvolvimento sustentável.

2.3. Chão Sobral, projecto sócio-ambiental de minimizar e superar os efeitos da desertificação de aldeias da região de Oliveira do Hospital.

3. Educação / Terra Política / Mobilidade / Terra Urbana

3.1. Na página pessoal do investigador Simon Batterbury contem publicações e institutos de pesquisa em Ecologia Política e ligações de interesse para os amantes de bicicleta.

3.2. Vale a pena conhecer Harpa, um projecto ecopedagógico localizado em Alhandra

3.3. Acesso a museus de todo o Mundo e também muitas músicas.É só clicar em Saber Cultural e navegar.

4. Planificando a Sustentabilidade e Não-Violência

4.1. Pelican Web é um sítio mantido pelo investigador Luis T. Gutierrez, com artigos da sua autoria e um conjunto enorme de ligações gratuitas baseadas nos Objectivos do Milénio.

4.2.Pangea, uma ONG catalã, com imensos recursos ao serviço da eco-solidariedade

5. Alterações Climáticas

A UNEP lançou em 21 de Fevereiro deste ano, a Climate Neutral Network contribuindo para uma troca de ideias entre países, cidades e empresas relamente empenhadas
na redução de emissão de gases de efeito estufa.

6. Oceanos

A 13 de Dezembro de 2007 foi assinado em Lisboa o novo Tratado Reformador da União Europeia, vindo a ser conhecido por Tratado de Lisboa. No mesmo dia, uma comissão representando todos os sectores da economia portuguesa com interesses no mar publicou online um blogue Pelo Mar com vista à discussão da problemática da gestão e conservação dos recursos marinhos no âmbito deste mesmo documento (alínea d, artigo 2.º-B, título I).


7. Terra Económica / Terra Filosófica / Educação Ambiental e Espiritualidade


Para quem desejar mais informações acerca das actividades antroposóficas em Portugal (Educação, Medicina e Terapias, Agricultura, Arquitectura, Literatura, etc…) por favor endereçar o seu pedido para e será colocado em contacto directo com a(s) iniciativa(s) em questão.
A nível mundial, Goetheanum constitui o centro mundial da Sociedade Antroposófica. A nível do Brasil já existe um Portal, com muitas informações

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Música do BioTerra: Beth Orton- Concrete Sky


Faith has a good side still everyone she ever loved they all turned bad
Constance his own way of breathing and you know
You couldn't will him to survive
Couldn't will him if you if you tried, and there's a concrete sky
Falling from the trees again and you know now why
It's not coming round too soon
It's harder than a heartbreak too

I've seen your good side but I still don't know just what it is
That you might want
See you've got your own way of moving
And you know you could save me
Save your soul, I'll save some of you
Save my soul, feel like I'm falling fell like I'm falling
And there's a concrete sky
Falling from the trees again and you know now why
It's not coming round too soon, it's harder than a heartbreak too
It's tough enough what love will do

So much time gets lost in my mind
But I know now what I must rely on
It's a sound and forgetting, ain't the worst thing
I've been out walking don't do too much talking
Wouldn't take too much time, wouldn't take all your time
Cos it's as precious as mine Save my soul, I'll save some for you
Save my soul feel like I'm falling feel like I'm falling
And there's a concrete sky
Falling from the trees again and you know now why
It's not coming round too soon, it's harder than a heartbreak too
It's tough enough what love will do
And you're as precious as mine

segunda-feira, 7 de abril de 2008

O melhor que há no mundo para um mundo melhor



1.Terra Política / Terra Económica
1.1. Se fosse norte-americano votaria em Barack Obama. Em particular podem analisar as suas posições sócio-ambientais
1.2. A Organização Alter-EU publicou o mais recente relatório Secrecy and corporate dominance: a study on the composition and transparency of European Commission Expert Groups. Leitura obrigatória.

2. Ecoactivismo
2.1. Nasceu a Red Andaluza de Custodia y Gestión del Territorio
2.2. *III Encontro pelo Rio Sabor* 25 a 27 de Abril de 2008Mogadouro / Alfândega da Fé / Torre de Moncorvo. Toda a informação em Aldeia

3. Terra Geográfica
Geopoetas Blogue de Informação de Geografia

4. Biodiversidade
O Relatório Final Scoping study on an EU wide communications campaign on biodiversity and nature já está disponível.

5. Planificando a Sustentabilidade / Terra Jornalística
Nasceu a IM Magazine online com a missão de divulgar o melhor que se faz no mundo para um mundo melhor

6. Terra Arquitectónica
Prof. Gernot Minke está novamente em Portugal, para falar sobre Bio-Arquitectura e Construções em Terra e regressa a Tamera a 12 de Abril, onde fez várias construções em terra e fardos de palha.

7. Terra Urbana / Mobilidade / Eficiência Energética
Os principais movimentos ecologistas enviaram em 2 de Abril uma carta para travar as políticas dos agrocombustíveis da UE. Ariel Brunner, Agriculture Policy Officer para BirdLife International recentemente disse:
É tempo da UE ter coragem de admitir que as normas e metas que actualmente propõe para os biocombustíveis são inaceitáveis. Existe uma grande quantidade de provas que denunciam o risco de uma crise climática ainda mais devastadora bem como destruição de habitats e fauna. Sugere-se outras medidas, como a melhoria da eficiência do veículo ou simplesmente impor limites velocidade, seria muito mais eficaz na mitigação de efeitos de emissões e no transporte.

8.Agenda 21 / Oceanos
De acordo com a Agência Municipal Cascais Atlântico em Setembro vai arrancar uma nova plataforma online que vai permitir a divulgação da biodiversidade do litoral do concelho através de referenciação geográfica. Os utilizadores do Portal do Mar de Cascais vão ter oportunidade de conhecer a variedade de vegetação e fauna das praias, actividades económicas desenvolvidas no mar, objectos que se encontram no fundo do oceano, melhores locais para observação de aves marinhas, etc.

9. Planificando a Paz
9.1. Há 40 anos (4 de Abril de 1968), Martin Luther King, lutador pelos direitos civis nos Estados Unidos, foi assassinado na cidade de Memphis.Neste vídeo pode ouvir o célebre discurso I have a dream( Eu tenho um sonho) feito por Martin Luther King, no final da manifestação realizada em 28 de Agosto de 1963, em Washington. Aqui pode ler a tradução do discurso. Aqui pode ver um vídeo com parte do discurso com legendas em espanhol (Fonte: Esquerda Net)
9.2.Clique aqui e ouça/partilhe o sino da Paz

domingo, 6 de abril de 2008

The Clock : ENERGETIC LIMITS TO GROWTH (escrito ou avisado já em 1999)

The fraction of energy produced by conventional nuclear plants can not be significantly increased because of a shortage of fuel. [18] Moreover, all but one of the new "fast breeder" reactors have been abandoned because they are "too costly and of doubtful value". [19]
by Jay Hanson – www.dieoff.com
Appeared in ENERGY Magazine, Spring, 1999
PDF Version
By definition, energy "sources" must generate more energy than they consume; otherwise, they are "sinks".
In 1972, the Club of Rome (COR) shocked the world with a study titled The Limits To Growth. Two main conclusions were reached by this study. The first suggests that if economic-development-as-we-know-it continues, society will run out of nonrenewable resources before the year 2072 with the most probable result being “a rather sudden and uncontrollable decline in both population and industrial capacity.” [[1]] The second conclusion of the study is that piecemeal approaches to solving individual problems will not be successful. For example, the COR authors arbitrarily double their estimates of the resource base and allow their model to project a new scenario based on this new higher level of resources. Collapse occurs in the new scenario because of pollution instead of resource depletion. The bottom line is traditional forms of economic development will end in less than 100 years – one way or another. The COR study has been much belittled but proof of the COR's thesis can readily be found in the real-world concept of “net energy” and that is the focus of this article.
Net Energy
Net-energy analysis became a public controversy in 1974 when two stories made the news. In the first, Business Week reported that Howard Odum had developed a “New Math for Figuring Energy Costs.” Among other results, this new math indicated that stripper oil well operations were energy sinks rather than energy sources. According to this analysis, these operations could be profitable only when cheap, regulated oil was used to produce deregulated oil. The other net-energy story of 1974 was the study of Chapman and Mortimer asserting that a rapidly growing nuclear program would lead to an increased use of oil rather than to the desired substitution (see Net-Energy Analysis by Daniel T. Spreng, Oak Ridge Assoc. Univ. & Praeger, 1988).
As we know from physics, to accomplish a certain amount of work requires a minimum energy input. For example, lifting 15 kg of rock 5 meters out of the ground requires 735 joules of energy just to overcome gravity –and the higher the lift, the greater the minimum energy requirements. [[2]] Combustion engines that actually do work – so-called “heat engines” – also consume a great deal of energy. [[3]] The efficiency of heat engines is limited by thermodynamic principles discovered over 150 years ago by N. L. S. Carnot. [[4]] Thus, a typical auto, bulldozer, truck, or power plant wastes more than 50 percent of the energy contained in its fuel.
One seldom thinks about the energy that is utilized in systems that supply energy – such as oil-fired power plants. But energy is also utilized when exploring for fuel, building the machinery to mine the fuel, mining the fuel, building and operating the power plants, building power lines to transmit the energy, decommissioning the plants, and so on.  The difference between the total energy input (i.e., the energy value of the sought after energy) minus all of the energy utilized to run an energy supply system equals the "net energy" (in other words, the net amount of energy actually available to society to do useful work).
We mine our minerals and fossil fuels from the Earth's crust. The deeper we dig, the greater the minimum energy requirements. Of course, the most concentrated and most accessible fuels and minerals are mined first; thereafter, more and more energy is required to mine and refine poorer and poorer quality resources. New technologies can, on a short-term basis, decrease energy costs, but neither technology nor “prices” can repeal the laws of thermodynamics:
**         The hematite ore of the Mesabi Range in Minnesota contained 60 percent iron. But now it is depleted and society must use lower-quality taconite ore that has an iron content of about 25 percent. [[5]]
**         The average energy content of a pound of coal dug in the US has dropped 14 percent since 1955. [[6]]
**         In the 1950s, oil producers discovered about fifty barrels of oil for every barrel invested in drilling and pumping. Today, the figure is only about five for one. Sometime around 2005, that figure will become one for one. Under that latter scenario, even if the price of oil reaches $500 a barrel, it wouldn't be logical to look for new oil in the US because it would consume more energy than it would recover. [[7]]
Decreasing net energy sets up a positive feedback loop: since oil is used directly or indirectly in everything, as the energy costs of oil increase, the energy costs of everything else increase too  including other forms of energy. For example, oil provides about 50% of the fuel used in coal extraction. [[8]]

sexta-feira, 4 de abril de 2008

Petição em defesa da Praia Azul [Torres Vedras]


Por Pedro Roque


Peço a vossa colaboração para a assinatura desta petição, a qual poderá ser um contributo precioso para travar mais um atentado ambiental aqui no Oeste.A área em questão (zona dunar envolvente ao areal da Praia Azul e à foz do Rio Sizandro) está parcialmente posta em causa com a construção de um grande empreendimento de luxo.O cordão dunar, a vegetação e a diversidade de aves levaram, outrora, à sua integração na Rede Natura 2000. Classificação esta que resulta da aplicação de duas directivas comunitárias respeitantes às aves selvagens [Directiva 79/409/CEE do Conselho, de 2 de Abril de 1979] e aos habitats naturais [Directiva 92/43/CEE do Conselho, de 21 de Maio de 1992].Este belíssimo espaço natural, único, tem que ser preservado, pois é uma das poucas zonas do Concelho que ainda não foi destruída pela construção desenfreada que grassa aqui pelo litoral. Divulguem! Obrigado!

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Notícias do Tibete

Por Miguel Sacramento (Tibete-Porto)

Namaste (ou Bom Dia) Caros Amigos,

Acabei de chegar a Kathmandu no Nepal.
Conseguimos sair ha 7 dias de Lassa, no Tibete (um autentico cenário de guerra). Arranjamos um Land Cruiser e percorremos toda a Friendship Highway, cruzando os Himalaias e fazendo uma escala obrigatória no Everest Base Camp.
Foi uma das viagens mais espectaculares que já fiz, mas ao mesmo tempo uma das mais complicadas e tristes da minha vida.
Fomos o ultimo grupo de estrangeiros a conseguir sair de Lassa sem sermos enviados de volta de avião e também os únicos a conseguir a licença (missão quase impossível) entrar no Everest Base Camp.
A minha viagem ao Tibete deixou-me um sabor muito amargo na boca. Se por um lado realizei um sonho de infância, estar na base do Everest (ainda não foi desta que fui lá cima), por outro, pude ver ao vivo com os meus próprios olhos o medo com que o Povo Tibetano vive e a brutalidade que o governo chinês usa para os controlar, silenciar e oprimir. Para nós, alem de violento psicologicamente, tornou-se mais
complicado porque acabou por se saber que Eu e a Clara fomos as duas unicas testemunhas do principio de tudo (no mosteiro de Drepung, onde estávamos no dia 10 de Marco, por acaso). Ficamos imediatamente controlados pela policia ao ponto de, a caminho para o Nepal, nos dizerem que estávamos presos no hotel. O nosso mail e telefone ficaram, também, imediatamente controlados e as nossas maquinas fotográficas bem inspeccionadas.
Vimos a maior violência policial que podem imaginar, sobre pessoas desarmadas. Não vimos ninguém morrer, mas sabemos que muitos dos monges com quem estivemos durante todo o dia 10, morreram depois, nesse mesmo dia.
A situação que se vive no Tibete e verdadeiramente seria e complicada e testemunhamos pessoalmente situações muito graves e violentas.
Durante estes últimos dias, na viagem de Lasa-Everest- Kathmandu, fomos completamente controlados pelos policias e militares chineses.
No Tibete, como no resto da China toda a informação e controlada e censurada. Por isso soo agora pude enviar este mail.
Peco-vos um grande favor, divulguem o que se está a passar no Tibete a todos os vossos contactos.
A constante violação dos direitos humanos pelas autoridades chinesas, a propaganda, e a manipulação de toda a informação, e algo de inacreditável para nós Portugueses do pós 25 de Abril.
Os Tibetanos, como um dos povos mais pacíficos, acolhedores e generosos que já conheci, merecem ser Livres e Felizes!!!
Volto a referir: por coincidência, estávamos no Mosteiro de Drepung, precisamente no local e hora a que tudo começou e assistimos pessoalmente aa forma como os militares chineses trataram os monges que apenas queriam celebrar, pacifica e ordeiramente, o 10 de marco - o mesmo dia em que no ano de 1959 os militares chineses assassinaram
centenas de pessoas que se manifestavam pacificamente na praça principal de Lassa pela falta de liberdade de expressão e violação continua dos Direitos Humanos pelo governo chinês.
Devido aos cortes de energia, tenho muito pouco tempo e a ligação a net está também muito complicada. Mais tarde contarei mais pormenores,
Muito obrigado pela atenção e também pelos vossos mails e comentários
no nosso blogue Histórias do Mundo.
Espero que esteja tudo bem com vocês. Nós estamos muito bem, ao contrario dos Amigos que deixamos no Tibete.
Grande Abraço e Beijos
Miguel


Texto de Reflexão

Cem Ideias para criar um mundo de Paz, uma tradução para
português e com alguns acréscimos do Viriato do texto que se encontra na ONG Nuclear Age Peace Foundation

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Pelo direito à Memória e pelo dever de preservar um Museu Universal de Coimbra



Caros colegas,

Agradeço que a bem da cultura, a bem da educação do nosso povo e a bem de Portugal assinem a petição contra o desmantelamento do MUSEU NACIONAL DA CIÊNCIA E DA TÉCNICA. Trata-se de mais um crime que estão a cometer nas nossas barbas e aparentemente ninguém parece importar-se. Por favor divulguem o mais que puderem.

As razões e a petição a partir daqui

Abraço do JP

Sítio da semana recomendado (muito educativo)
Ciência em Casa