quarta-feira, 31 de janeiro de 2007

Apagão - 5 minutos pelo planeta
1 de Fevereiro - 19h55 às 20h00

Climate change



1 de Fevereiro- 5ª feira: Acção contra as alterações climáticas – desligar lâmpadas e aparelhos domésticos entre as 19:55 e as 20:00

Video e cartazes dos Amigos da Terra (via Hanah e Greentea)


ESPANHOL


El 1 de febrero de 2007: ¡Participe en la movilización más grande de ciudadanos contra calentarse global! La alianza para el planeta [ un grupo de asociaciones ambientales ] está invitando a todos los ciudadanos a crear 5 minutos de resto eléctrico para el planeta. Gente por todo el mundo deberan apagar sus luces y aplicaciones eléctricas el primero de febrero del 2007, entre 1.55 P.M. y 2.00 P.M. en Nueva York, 18.55 para Londres, y 19.55 para París, Bruxelles, e Italia. el 1.55pm en Ottawa, 12.55pm en la Ciudad de Mexico, 10.55am en la costa pacífica de Norteamérica. Esto no es solamete sobre el valor de ahorrar 5 minutos de la electricidad; esto es sobre conseguir la atención de los medios, de los políticos, y entre nosotros mismos. Cinco minutos de eléctricad apagada para el planeta: esto no dura mucho tiempo, y no cuesta nada, y demostrará a todos los líderes políticos que el calentamiento global es un tema que debe tener la mayor attencion en los debates políticos. ¿Por qué el primerp de Febrero? Éste es el día en que el nuevo informe de la O.N.U sobre el calentamiento global saldra en París. Este evento nos afecta todos, nos implica todos, y proporciona una ocasión para la demostración de cómo es importante el tema del calentamiento global para nosotros. Si todos participamos, esta acción puede tener un verdadero peso politico y en los medios de comunicacion. Por favor circule esta llamada a su extrema capacidad a su red.

ENGLISH
The 1st of February 2007:Participate in the biggest mobilization of Citizens Against Global Warming!The Alliance for the Planet [a group of environmental associations] is calling on all citizens to create 5 minutes of electrical rest for the planet. People all over the world should turn off their lights and electrical appliances on the first of February 2007, between 1.55 pm and 2.00 pm in New York, 18.55 for London, and 19.55 for Paris, Bruxelles, and Italy. 1.55pm in Ottawa, 12.55pm in Mexico City, 10.55am on the Pacific Coast of North America.This is not just about saving 5 minutes worth of electricity; this is about getting the attention of the media, politicians, and ourselves. Five minutes of electrical down time for the planet: this does not take long, and costs nothing, and will show all political leaders that global warming is an issue that needs to come first and foremost in political debate. Why February 1? This is the day when the new UN report on global climate change will come out in Paris. This event affects us all, involves us all, and provides an occasion to show how important an issue global warming is to us. If we all participate, this action can have real media and political weight. Please circulate this call to your utmost ability to your network.

Sítio da Semana

BC Sustainable Energy Association (BCSEA)-NEWS


What are we waiting for?



Artigo MUITO Importante (leia,divulgue)

The energy [r]evolution - A SUSTAINABLE WORLD ENERGY OUTLOOK
E mais informações aqui,também

terça-feira, 30 de janeiro de 2007

Dossier OTA (não)...Portela+1(sim)+ TGV...também Não

Blogues
Pontos de Vista
Ota Não
Transportes do Mundo
César e Dama
Fumaças
OGE RISCO- Muita bibliografia, PDF, relatórios sobre OTA, TGV e não só

Textos e artigos seleccionados
Algumas questões sobre a nova rede ferroviária, in Maquinistas, Rui Rodrigues, Dezembro 2005

Airbus, Tunel, TGV, Ota, Luís Pedro, Outubro 2006
Construção da OTA ou falência da TAP, in Maquinistas , Rui Rodrigues, Janeiro 2007 (pdf)

Como é que o Governo vai descalçar esta...OTA? , Rui Rodrigues, Janeiro 2007 (pdf)
A Ota é um projecto ruinoso, errado e prejudicial- Miguel Sousa Tavares, Fevereiro 2007
Relatório NAV chumba OTA, revista Sol, Março 2007
OTA: a maior construção do mundo sobre leito de cheia, Alambi, Março 2007
O Admiravel Mundo da OTA, Tiago Mendes in Destreza das Dúvidas de Luís Conraria, Abril 2007
Eleições em Lisboa=Referendo da OTA, Maio 2007
OTA, Rio Frio e Alcochete, Pedro Almeida Vieira, Maio 2007
Margem Sul, Luís Carloto Marques, Junho 2007
Carta Aberta a Mário Lino , por Mendo Henriques , in Mirante de A.João Soares, Junho 2007
Desmistificar o impacto ambiental do aeroporto da Ota
As aero-gaffes, A-Sul
AEROPORTO DE ALCOCHOTA, por Luís Nogueiro
Travar para Pensar, APOBO, Outubro 2007

segunda-feira, 29 de janeiro de 2007

Contra a vaga de deslocalizações

Petição a favor do Boicote às multinacionais que fogem de Portugal (Renault, Opel, e outras ratazanas). A vaga de deslocalizações que assola Portugal arrisca-se a tornar este país num país completamente desindustrializado, onde toda a produção industrial encerra e os portugueses se transformam em meros consumidores passivos de produtos fabricados noutros países. Apelo a todos os que leram estas linhas que assinem ESTA (clicar aqui) Petição Online a favor do Boicote a todas multinacionais que se deslocalizaram de Portugal mas que tencionam continuar a fazer dinheiro com os consumidores portugueses! Isto é: Somos bons para comprar, mas não suficientemente bons para trabalhar? Boicote! Por favor, divulguem este apelo tanto quanto puderem, por mail ou nos vossos blogues!

domingo, 28 de janeiro de 2007

Javier Torres Rodríguez- PortalBio


Que es PORTALbio?

Básicamente es un sitio donde estan clasificadas y sobre todo ordenadas multitud de páginas de todo el mundo de la biología, desde aquí, y con un solo "clic" podrás visitar las últimas noticias del Proyecto genoma humano, ver el plan de estudios de tu universidad, leer las revistas científicas, o pasear por los mas bellos parques naturales del mundo, todo eso sin necesidad de depender de buscadores que a veces se muestran torpes, y sobre todo lentos.

En Resumen PORTALbio pretende desde aquí enlazar con las páginas mas interesantes de todas las disciplinas de la Biología.

¿Como esta organizado PORTALbio?

No te pierdas, hay cuatro grandes bloques, sección materias todas las especialidades, bioquímica, micro, fisiología, genética, zoología, micología..., hasta 24, seccion animalia, información general sobre animales especificos, Lince ibérico, Ranas, medusas, Jaguar...y muchos mas, sección general universidades de España y el mundo, centros de investigación, parques naturales, asociaciones ecologistas, revistas..., y sección de actualidad con los enlaces a temas de hoy como proyecto genoma humano, o alimentos transgénicos. Tambien habrá tres noticias de las mas interesantes relacionadas con la biología, estas se actualizarán continuamente.

Además, en cada momento sabrás donde te encuentras, en todas las páginas de PORTALbio tendrás, en la zona mas superior de esta, una marquesina desplazandose que te indicará en la sección en la que estas, y recuerda que para ver la página principal solo tienes que picar en tu navegador el botón que indica "flecha a la izquierda", o bien picar en el mismo botón que se encuentra al final de cada página hasta llegar a ella.

¿Cuando se actualiza PORTALbio?

Como no podia ser de otra manera, continuamente. Periódicamente entrarán secciones nuevas, nuevos enlaces, páginas de otros amigos, en definitiva habra continuos cambios por lo que si os gusta este portal, aconsejo visitarlo periodicamente.


sábado, 27 de janeiro de 2007

Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto ( com documentário)

Campos de Concentração Nazis (Original, completo sem censura) LEGENDADO PT-BR (+18)


Documentário original foi feito imediatamente após a descoberta dos campos de concentração nazi.

Dia Internacional da Lembrança do Holocausto é um dia internacional da lembrança das vítimas do Holocausto, o genocídio cometido pelos nazis e seus adeptos que ceifou a vida de milhões de judeus, dois milhões de ciganos, quinze mil homossexuais e milhões de outros durante a II Guerra Mundial.

Ele foi designado ao dia 27 de Janeiro, pela resolução 60/7 da Assembleia Geral das Nações Unidas em 1 de dezembro de 2005, durante a 42ª sessão plenária desta organização.

A resolução veio após a sessão especial realizada em 24 de Janeiro de 2005, durante a qual a Assembleia Geral marcou o 60º aniversário da libertação dos campos de concentração e do fim do Holocausto. 27 de Janeiro é a data, em 1945, que marca a liberação do maior campo de extermínio nazista, Auschwitz-Birkenau, pelas tropas soviéticas.

Antes de resolução 60/7, existiam vários dias nacionais de comemoração, como o Dia da Lembrança das Vítimas do Nacional-Socialismo, na Alemanha, criado através de um decreto do presidente Roman Herzog em 3 de Janeiro de 1996 e o Dia do Holocausto no Reino Unido, observado desde 2001 em 27 de Janeiro. O Dia da Lembrança do Holocausto também é uma data nacional de comemoração na Itália.

Documentação mais vasta no wiki EN

Dossiers Bioterra relacionados com o tema
Corrupção
História
Paz
Política

sexta-feira, 26 de janeiro de 2007

Dossier Educação Ambiental e Espiritualidade

ATENÇÃO © Copyleft - É permitida a partilha do dossiê exclusivamente para fins não comerciais e desde que o autor e o BioTerra sejam citados.




Não esqueças de visitar regularmente este espaço para manteres-te actualizado

Posso dizer que a minha relação com a religião é mais académica e estética do que propriamente fé ou aceitação passiva de ritos e até muitas vezes tomo posições provocadoras, pois vejo pouca consistência entre os textos sagrados e as condutas das hierarquias, as burocracias envolvidas e outros impedimentos humanos ao entendimento mais justo e profundo de tais textos fundadores ou "cultura" das religiões que existem no mundo. Há, contudo, tecidos similares em quase todas elas: a compaixão, a solidariedade, a elevação moral e algumas histórias/estórias formativas.

E depois concerteza que, a vós, tal como aconteceu comigo, certos textos, arte e música apelam de facto a um uníssono: coração,  matéria, vida, rocha....transcendência, comunhão....

Pois, então, deixo-vos, sem criticismos e na maior abertura do mundo, contextos e literaturas nas vertentes da Educação Ambiental com base na Espiritualidade e Religião (e vice-versa) , que também procuram elas uma resposta para um Futuro Sustentável. Eis, portanto, embaixo, a minha sugestão de autores, e-livros, sítios e blogues sobre Simbologia, Religião e Espiritualidade em Educação Ambiental.

Juntos Por uma Terra de Amor!!!

Sítios/ Centros/ Sociedades
Ana Branco
Associação Escolas Torne e Prado
Ateí­smo
Atheisme (fr)
Blue Cliff Monastery
Catholics For a Free Choice
Centro de Estudos Judaicos
Comunidade Mundial de Meditação Cristã - Portugal
Damanhur
Deer Park Monastery
Does God Exist?
Ecologie Spiritualiste
EIAB
Fundação Mokiti Okada
Goetheanum
Instituto de Estudos da Religião (ISER)
Interfaith Youth Core
Islamic Foundation for Ecology and Environmental Sciences
Jewish Voice for Peace
O Nosso Jornal (Israelitas Brasil)
Patheos
Plum Village
Quaker
Religious Tolerance
Ram Dass
Sainti Forest Monestery
Slam Network
Sharing Indigenous Wisdom
Sociedade Antroposófica do Brasil
Sociedade Teosófica de Portugal
Sunnataram Forest Monastery
The Alliance of Religions and Conservation
The Bahá´ís Org- One Religion, Different Names
Terapia Metafísica
União Budista Portuguesa- site
União Planetária
Viva yoga
Voluntary Simplicity 
What Is Enlightenment’s
WorldWide Religious News

Leituras
Judaísmo vs Sionismo
O Lado Negro do Banco Alimentar
O Lado Negro da Caritas
These 13 Families Rule the World: The Shadow Forces Behind the NWO

E-Livros
Beyond Belief: Linking faiths and protected areas- WWF (144 pp)
Habel, Norman C. e Shirley Wurst

Filmes e Documentários

11 documentários para construir um novo olhar sobre a questão ambiental
Alan Steinfeld entrevistas (downloads gratuitos)
God Delusion, por Richard Dawkins
Into Great Silence
New Realities Television por Alan Steinfeld
Tibet: The Story Of A Tragedy

TV
Odyssey Networks
Supreme Master Television

Humor
Criacionismo com humor dentro
Etica vs Religião

Autores/ Pensadores / Investigadores
Agostinho da Silva
Deepak Chopra
Carlos João Correia
Eckhart Tolle
François Jullien
George Steiner
Jack Kornfield
Javier Melloni
Mokiti Okada
Paulo Borges
Pierre Weil
Raimon Panikkar
Rudolph Steiner
Satish Kumar
Stanley Krippner
Thomas Merton
Thich Nhat Hanh
William Palley

Dossiês Bioterra relacionados
Alterações Climáticas
Artes
Austericídio
Blogosfera
Ciência
Bioética
Corrupção vs Transparência
Eco-Activismo
Ecofeminismo
Ensino
Filosofia
Justiça
Liberdade
Nanotecnologia
Naturismo
Nuclear
Paz
Permacultura
Povos Indígenas
Publicidade
Saúde Ambiental
Sustentabilidade

Blogues
A Direcção do Voo
A Luz do Poema (Maria Azenha)
Alfa Zenite (Hanah)
Alma da Terra
Arde o Azul(Maria Azenha)
Cântico Cósmico
Como Um Objecto Não Identificado (Hanah)
Espaço Karuna
Homebrewed Christians
Katharine Sarah Moody
Jorge Moreira
José Alberto Oliveira
Muzzle Watch
Para Ser Zen
Patheos Blogs
Peter Rollins
Povo de Bahá
Revista Cultura Entre Culturas
Sefarad-Associação Cultural
Sharm (Egipto)
Somos Todos Um
Soukha
The Environmental Atheist
The Image Of Fish
Turri Design
União Budista Portuguesa- blogue

NOVA ATENÇÃO © Copyleft - Ao partilhar, agradeço atempadamente a indicação do autor e do meu blogue Bioterra. Estes dossiês resultam de um apurado trabalho de pesquisa, selecção de qualidade e organização.

quinta-feira, 25 de janeiro de 2007

Dossier Botânica

ATENÇÃO © Copyleft - É permitida a partilha do dossiê exclusivamente para fins não comerciais e desde que o autor e o BioTerra sejam citados.



Neste dossier incluo tudo o que se relaciona com árvores, jardins, parques urbanos, corredores verdes, botânica, flores e floresta.

Não esqueças de visitar regularmente este espaço para manteres-te actualizado!

Sítios Institucionais/ Portais
Arborium: Atlas das Árvores de Leiria
Arborium Virtual
Associação Portuguesa Engenharia Natural
Atlas de Anatomia Vegetal
Autoridade Florestal Nacional
Austrian Federal Forests
Back Woods
Biblioteca Digital de Botânica
Biotec
Carlos Reis- Morfologia floral - Angiospérmicas
Centro de Ecologia e Biologia Vegetal
Curso de Botânica 2006
Estação Florestal Nacional
EtnoBotânica
Florestar
Forestis – Associação Florestal de Portugal
Fundação Mata do Buçaco
Global Forest Watch
Go For Wood Info
Habitats Conservation
Portal Florestal
Raiz- Instituto de Investigação da Floresta e do Papel
Serviço de Classificação de Árvores como sendo de Interesse Público
Schvegler
Sociedade Portuguesa de Arboricultura
Sociedade Portuguesa de Botânica
Society for Ecological Restoration

ONG/ Plataformas/ Redes
Acréscimo
Árvores de Portugal
Cortiça (Ana Reis)
Criar Bosques
Embaixadores da Floresta
Florestas do Futuro
Forest Ethics
Forests for Ever
Galadhrimbe- o Povo das Árvores
Garden Guides
Greenbelt Europe
Higro
Plantar Uma Árvore
Plantas Invasoras (FB)
Plants for a Future
Rede de Jardins Botânicos
Rede Mata Atlântica
Urban Forest Ecosystems Institute
Sigmetum
Seed Balls
Tree-Seed
Trees for Life
Trees of the World

Flora/ Herbários
Arrabida-Unesco
Botânica Sueca
Cistus and Halimium
ECNC
Élements de Botanique de Joel Reynaud
EUNIS database
Flora da Arrábida
Flora da Serra da Arrábida
Flora de Montemor-o-Novo
Flora de Portugal
Flora dos Açores
Flora de Portugal Ilustrada
Flora Digital de Portugal
Flora Ibérica
Flora On
Flora Portuguesa no seu Habitat
Flora Silvestre do Mediterraneo
GardenWeb
Herbário Univ. de Harvard
Herbário Virtual das Ilhas Baleares
Herbarium
Identificação das folhas
Mediterranean Garden Society
Orquídeas Ibéricas
Plant Lust
Plantas Invasoras em Portugal
Rob's Plants
SW ibérico
S.Botn.Fr.Espanha
SBFChipre
SBFBaviera

Jardins Botânicos/ Parques Urbanos/ Parques Biológicos
Bioparque
Jardim Botânico da Ajuda
Jardim Botânico dos Açores
Jardim Botânico da Universidade de Coimbra
Jardim Botânico de Lisboa
Jardim Botânico da Madeira
Jardim Botânico do Porto
Jardim Botânico da UTAD
Parque Biológico de Gaia
Parque Biológico de Vinhais
Parque da Devesa

Revistas e Directórios
American Journal of Botany
Crop Production
Gernot Katzer's Spice Pages
Internet Directory for Botany
New Phytologist

Documentários/ Vídeos
Ancient Forest Destruction
Campanha Portugal Sem Fogos
Florestas Transgénicas- uma ameaça crescente
O homem que plantava árvores

E-Livros / Leituras
Estudo mostra que radiações Wi-Fi danificam as árvores
Importância das árvores urbanas
Mitos e verdades sobre o fogo e a floresta
Nomes de Árvores

Investigadores
António Proença da Cunha
Ernst Gotsch
Harold Mooney
Heinrich Anton de Bary
Joel Reynaud
Joseph Dalton Hooker
Michael Pollan
Suzanne Simard

Dossiês Relacionados
Agricultura
Agua
Ar
Biodiversidade
Bioética
Biologia
Blogosfera
Eco-Activismo
Economia
Ecoturismo
Educação Ambiental
Filosofia
Justiça
Lixo Zero
Mobilidade
Nuclear
Paz e Não-Violência
Permacultura e Ecoaldeias
Pesticidas
Política
Povos Indígenas
Resistir à Publicidade
Sustentabilidade
Urbanismo

Blogues
A Amazonia,Os Indios e Eu
À Sombra d´Azinheira
A PODA (com ph) das Árvores Ornamentais
Alma de Jardineira
Amics arbres. Arbres amics
Amigos do Botânico
Arboreality
Arrabida
Árvores Cariocas
Árvores da Minha Rua
As Minhas Plantas
Avelãs de Ambom
Aventura Verde
Blog da Bete Orquídeas
Blog de Cheiros
Blog no Botânico
Blog Tudo Sobre Plantas
Blotanical
Bologta
Bombeiros Voluntários de Almeirim
Botany Photo of the Day
Cores da Terra
Corta Fogo
Danger Garden
Das Plantas e das Pessoas
Dias Com Arvores
Dias Sem Arvores
Do Meu Jardim
Ecosia
Etnobiodiversidade
Etnobotânica dos Açores
Faroleco
Flora da Serra da Arrábida
Floresta do Interior
Forest Conservation
Festival of the Trees
Green Man
Human Flower Project
Incendios Forestales
Incêndio Declarado
Jardim Autóctone
Jardim com Gatos
Jardim Suspenso
Jardinando sem Parar
Jardins de Sintra
Lavandeira
Le Jardin de Sophie
Lugar do Olhar Feliz
Malva Silvestre
Mãos verdes
O Bombeiro
O Botânico Aprendiz na Terra dos Espantos
O Jardineiro Amador
O Jardineiro Azelha
Orquídeas Almeida
Orquídeas Soltas
Pat na Amazónia
Pedras, Plantas e Companhia
Plantas e Flores do Areal 
Por Uma Floresta Sem Fogos
Praticando a Fotografia e a Jardinagem
Recuperação Ecológica do Cabeço Santo
Serra da Adiça
Sombra Verde
Sigmetum-Plantas Autóctones
The Galloping Gardener
The Pitcher Plant Project
Treeblog
Trees, if you please
Tree News
Tree Notes
Terraforma
Um Jardim Para Cuidar
Um Toque
Um amador da Natureza
Un jardin habité
Verão Verde

ATENÇÃO © COPYRIGHT-  Ao partilhar, agradeço atempadamente a indicação do autor e do meu blogue Bioterra. Estes dossiês resultam de um apurado trabalho de pesquisa, selecção de qualidade e organização.

quarta-feira, 24 de janeiro de 2007

Eco-Previsõses versus Eco-Projecções

Imagem do Programa NASA Estimating the Climate and Circulation of the Ocean (ECCO) project. Clique aqui para visualizar a animação (mpeg)

A ONU AINDA MEXE: CENÁRIOS À LA CARTE
Por Afonso Cautela

O relatório da ONU sobre o estado de sítio mundial (nome de guerra: IPCC, sigla inglesa de Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas) voltou às páginas do jornal «Público», desta vez pela pena muito mais precavida e prudente do Ricardo Garcia, que evita a parte tão interessante apontada, um dia antes, no mesmo diário (4/Maio/2007) pela jornalista Clara Barata que, em antecipação, escrevera coisas giríssimas sobre e à volta do relatório (1) exaltando o sonho e as fantasias psicadélicas dos senhores cientistas que querem salvar o Planeta Terra. Agora que o relatório já foi divulgado, em Banguecoque, quem tiver paciência de ler o original na íntegra e em inglês,(2) poderá gozar muito mais. No artigo do Ricardo Garcia, pós-relatório, vale a pena referir o previsionismo em que os cientistas se mostram exímios. Especialistas na técnica da ameaça, ninguém os bate. Previsões para amanhã são arriscadas, pois nunca sabemos, neste tempo-e-mundo, se vai haver amanhã e se vamos acordar vivos. Mas quando o eco-previsionismo, com lances proféticos, se alarga para daqui a 20, 30, 200 ou 2.000 anos, é seguríssimo que acertará, já que ninguém daqui a 20, 30 ou 2.000 anos vai cá estar para confirmar. Talvez os cientistas se divirtam a fazer cenários, coitados têm que se desembaraçar da encomenda o melhor que sabem. Mas calcular probabilidades - ainda por cima em área tão flutuante como o clima - classificando tudo isso de ciência exacta (!) - é que é mesmo dançar em pontas sobre o abismo, a clássica distracção dos sábios. De cada vez que vejo previsões daqui a 2 ou a 2000 anos, digo cá comigo: oxalá tenham razão, talvez nos encontremos no outro mundo e certamente que iremos beber um copo e lamentar que os senhores da ONU tivessem acordado tão tarde. Quem diz ONU, diz PNUD (ainda existe?), diz PNUMA (ainda existe?), diz OMS (ainda existe?), diz FAO (ainda existe?). Curioso como organismos internacionais de tal magnitude, que estiveram na berra nos anos 70, 80 e até 90 do século passado, tivessem sumido pelo cano abaixo e já não façam, como então faziam, manchete diária dos jornais. Com saudade o digo, pois animavam muito o meio ambiente, já que as ameaças, nessa altura, eram do apocalipse demográfico (superpopulação, lembram-se?), do apocalipse atómico, do apocalipse químico (pesticidas, medicamentos & arredores).O apocalipse alimentar (a fome), era liderado pelos sábios da leguminosa seca alojados na famosíssima FAO (Organização para a Alimentação e Agricultura) e do apocalipse climático falava-se ainda muito pouco, o Al Gore ainda não era nascido e havia também, creio, a OMM, Organização Meteorológica Mundial, encarregada de nos dizer que tudo corria à maravilha no reino das tempestades: ainda não tinha chegado El Niño com toda a sua corte de horrores. Todas estas organizações, encarregadas de vigiar o destino mundial da humanidade e o destino humano do Mundo, até parece que foram tragadas pelo CO2: talvez esses organismos especializados das Nações Unidas também sejam, hoje, considerados «ameaças globais» e convenha portanto mantê-los na reserva. Resumindo e concluindo e como o jornalista Ricardo Garcia muito bem descreve no seu belíssimo artigo, o relatório de Banguecoque (4/Maio/2007) rege-se pela seguinte filosofia: «Combater as alterações climáticas é urgente, possível e relativamente barato». «É o último volume de uma trilogia de relatórios concluída este ano pelo Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas (IPCC), criado em 1988» «Se nada for feito, as emissões de gases com efeito de estufa poderão subir de 25 a 90 por cento até 2030. «Limitar a 2,0 graus Celsius o aumento de temperatura até 2.100 reduzirá em 3 por cento o PIB mundial em 2030 e 5,5 por cento em 2050.»Segundo o físico hoje mais célebre do Mundo, Stefan W. Hawking, o fim do Universo - big crush - só se prevê para daqui a uns milhões de anos. Até lá, vamo-nos entretendo com os relatórios do IPCC e pensar o que faremos, cá em casa, até 2050, o mais tardar.

____(1)Penitencio-me aqui de um lapso na minha mensagem de ontem sobre o artigo de Clara Barata: afinal está acessível, na íntegra, numa secção on line do jornal chamado Ecosfera.
____(2) O próprio relatório, em inglês e em PDF, também lá está.

Por Miguel Araújo (adaptado)

A quantidade de contra-informação que circula sobre o tema climático (de ambos os lados da barricada) é de tal magnitude que seria necessário estar reformado para poder responder a tudo. (...) quando o eco-previsionismo, com lances proféticos, se alarga para daqui a 20, 30, 200 ou 2.000 anos, é seguríssimo que acertará, já que ninguém daqui a 20, 30 ou 2.000 anos vai cá estar para confirmar.

1. Em nenhuma delas se fazem projecções a 200 ou 2000 anos.

2. Teria constatado que muitos dos leitores da ambio ainda estarão por cá daqui a20 ou 30 anos.

3. Finalmente convém salientar que o termo previsão referido noutras partes do texto - é muitas vezes usado de forma imprecisa. O que os cientistas fazem são projecções e não previsões. A diferença entre os doisé patente pela definição do Oxford Dictionary: Prediction = The act offorecasting in advance; Projection = Forecast based on known data.O que fazem os cientistas é formalizar o conhecimento, de forma sintética,em modelos quantitativos. Portanto, projectam e não prevêm. Serão os graus de incerteza dos modelos climáticos apreciáveis? Concerteza apesar dos testes com dados recentes e dados paleoclimáticos serem encorajadores...

4. Como dizia o estatístico George Box: 'models are never true, butfortunately it is only necessary that they be useful. For this it isusually needful only that they are not grossly wrong' (Box, 1979, p. 2).Talvez os cientistas se divirtam a fazer cenários, coitados têm que se desembaraçar da encomenda o melhor que sabem. Mas calcular probabilidades-ainda por cima em área tão flutuante como o clima - classificando tudo isso de ciência exacta (!) - é que é mesmo dançar em pontas sobre o abismo, a clássica distracção dos sábios.Isso da ciência exacta é outra fantasia. Ninguém com juízo perfeito diz que a climatologia é uma ciência exacta (a menos que isto seja outra figura de retórica). E quanto às probabilidades, talvez o Afonso não se tenha apercebido que as probabilidades que os climatólogos calculam (o que é diferente dos best judgements que aparecem nos sumários dos relatóriosdo IPCC) são condicionais; quer isto dizer contingentes dos parâmetros que entram nos modelos (...).

Por Tiago Pais(adaptado)

(...) Achei importante referir apenas um aspecto sobre os modelos climáticos e suas projecções: é preciso não esquecer que um dos principais métodos de validação destes modelos se baseia na precisão com que estes reproduzem as condições climáticas actuais utilizando valores meteorológicos de há decadas! Isto é uma forma muito elegante de confirmar se uma determinada projecção é acertada ou não. Claro que isto não os isenta de falhas, mas serão um bom indicador da sua fiabilidade.

segunda-feira, 22 de janeiro de 2007

David Krieger- intervenções



David Krieger


Fundador e presidente da Fundação Era Nuclear Da Paz , NAPF, desde 1982. NAPF é uma organização educativa, sem fins lucrativos, nem políticos.Douturado em Ciências políticas e graduado (cum laude) na Faculdade de Direito em Santa Barbara . NAPF iniciou diversos projetos importantes da paz tais como uma campanha do mundo para abolição das armas nucleares e uma Magna Carta para a idade nuclear que prseide ao julgamento por crimes sob a lei internacional. Krieger, que faz da sua vida um inteiro compromisso pela abolição de armas nucleares, é autor e editor de numerososlivros em edições globais: desarmamento, tecnologia, cidadania da Terra, e ainda é editor da série Waging Peace . .Presta auxílio como o conselheiro a numerosas fundações incluíndo a Transnational, a Foundation for the Establishment of an International Criminal Court and the Committee of 100 for Tibet.


Artigos publicados por David Krieger (Os mais recentes no topo)

David Krieger, January 6, 2007Four Cold Warriors' plea for a nuclear-free world
David Krieger, December 10, 2006Teaching peace
David Krieger, September 10, 2006Preventing a nuclear 9/11
David Krieger, April 6, 2006Why nations go nuclear
PressInfo 239, March 29, 2006The Non-Proliferation treaty is failing: What now?
PressInfo 238, March 29, 2006India, Iran and U.S. nuclear hypocrisy
PressInfo 236, March 28, 2006Iran, international law and nuclear disarmament
David Krieger, September 18, 2005US nuclear Hypocrisy: Bad for the U.S., bad for the world
David Krieger, TFF Associate, and Carah Ong, April 28, 2005Back to Basics. Reviving Nuclear Disarmament in the Non-Proliferation Regime
Saving the Nuclear Non-Proliferation Treaty
Today is not a good day for war - New book of poems
Meeting the Russell-Einstein challenge to humanity today
Nuclear Disarmament in a Time of Globalization
Kerry pledges to give nuclear terrorism top priority
US Presidential Elections: An Opportunity for Debate on US Nuclear Weapons Policy
King's Message on Vietnam is Relevant to Iraq
The Sunflower
Looking Back on 2003
The Second Nuclear Age
Poems
What Victory?
Approaching the Second Anniversary of 9/11
Ten Myths about Nuclear Weapons
NAPF Statement.
The Big Lie
Economic Justice for All
Facing the Failures of the Nuclear Non-Proliferation Treaty Regime
Ten Lessons of the Iraq War
The Meaning of Victory
A Modest Proposal: Giving Bush and Blair a Deadline
Five Ways to Stop War
On the Brink of War
The Iraq Crisis and International Law - with Richard Falk
Reflections on the New Year
The Bush Administration's Nuclear Policies and the Response of Citizens
We can stop this war before it begins
A Bleak Day for America
The Bush Administration's Assault on International Law
War on Iraq: Not the president's decision - with Richard Falk
No War Against Iraq - with Richard Falk
Policies Rooted in Arrogance Are Certain to Fail
Unusual Courage from 31 Members of Congress
Farewell to the ABM Treaty
Stop Nuclear War in South Asia: Resources for the promotion of nuclear abolition
The President has gone too far
A Peace Proposal: Bring in the Children
A New Court to Uphold International Criminal Law: the World Moves Forward Without the United States
Tämja kärnvapenmonstret - med Richard Falk
Groups urge countries to oppose Bush's nuclear plans
Taming the Nuclear Monster - with Richard Falk
Nuclear Terrorism and US Nuclear Policy
On Becoming Human
US Nuclear Weapons Policy after September 11th
The US Nuclear Posture Review
The US President's Other Two Wars
Bush Announces Restructuring of USA
Ballistic Missile Defence - article and new book with global criticism
The unity of lemmings
Preventing a terrorist mushroom cloud
Seven steps to improving U.S. and global security
The challenge posed by India and Pakistan
Reflections on the terrorist attacks
Putting the Chinese Slipper on the Other Foot
Millennium Message - three under-appreciated truths

Audio
Depoimento de David Krieger para AbolishNukes

sábado, 20 de janeiro de 2007

Refúgios, Conservação da Natureza, Mobilidade, Qualidade de Vida, Geografia e Informação/Participação Pública

Dar voz à natureza



Porto

Nestas últimas semanas foi visível (e ainda bem) a enorme onda de protestos dos portuenses que demonstraram em viva voz a injustiça de más políticas de mobilidade em relação aos transportes públicos.Parabéns aos cidadãos indignados do Porto...quanto aos autarcas e aos STCP lembrem-se que os utentes devem ser parte activa das suas decisões. A ler a este propósito o excelente texto do meu amigo Nuno Quental, STCP: uma rede nova mas demasiado esburacada...

Mapa Verde do Porto

Mapa Verde Ver o Porto de sempre com outros olhos, abertos para outras rotas que osprospectos turísticos habituais não incluem.E se a cidade fosse descoberta através dos sinais que a Natureza nos deixa,mais ou menos encobertos? Se por toda a geografia urbana da Invicta houvesse, dispersos e intrigantes, espaços, actividades e perspectivas que nos ajudam numa reconciliação com o ambiente?Foi nessa senda, para que se percorram esses caminhos da cidade sustentável,que a Campo Aberto decidiu publicar o Mapa Verde, um roteiro original da cidade verde que o betão oculta. Os jardins e a sua flora. As árvores monumentais e a sua grandeza. Os cursos de água e os seus problemas. O comércio alternativo a as suas ofertas.Entre as vistas panorâmicas mais impressionantes, os parques e incursões em restaurantes vegetarianos e mercados biológicos, lojas de artesanato e de comércio justo, as ruas do centro histórico e os circuitos onde mora a urbeque tantas vezes desconhecemos - o Mapa Verde presta este serviço de desvendar um Porto diferente.Indispensável para os que visitam a Cidade e igualmente útil para os que aqui vivem e trabalham. Dimensões (aberto): 32 x 98cm. A edição teve o apoio do Instituto do Ambiente e a colaboração da Câmara Municipal do Porto.Na página da Campo Aberto na internet, pode encontrar as condições para venda e revenda do Mapa Verde, bem como um extracto do mesmo.

França

Um movimento de cidadãos pede a toda a França para apagar todas as luzes durante 5 minutos , no dia 1 de Fevereiro,entre 19h55 et 20h00. Neste dia sairá em Paris, o novo relatório do grupo de experts climaticos das Nações Unidas.Porque não fazemos também uma mobilização smeelhante.Assim, aumentaríamos a nossa voz, movendo politicos e lobbies a repensar e evoluir em medidas de redução e travagem do aquecimento global e outras apostas em medidas d e eficiência energética e redução de emissões de gases de efeitos de estufa.

Holanda
Natuur en Milieu, geef de natuur de ruimte!
Nature and environment, give the space to nature!



Da Holanda também chegou-me às mãos um site excelente, onde de forma bem esclarecedora, profusa em informação e de sinalética e bem organizada, todos temos acesso à Carta da Natureza da Holanda.Um exemplo a seguir.

PORTUGAL E O MUNDO

Do meu amigo Artur Gil chegou-me a feliz notícia da criação neste mês do Novo Portal SNIG Educação . Reforço as suas palavras, dizendo que realmente é uma EXCELENTE iniciativa e Parabéns IGP!

Mundo

1. O World Watch Institute acaba de publicar mais um livro State of the World 2007: Our Urban Future importante reflexão.

2. Aquecimento global faz seus primeiros refugiados


Página Pessoal em destaque

Do meu amigo Jim Lindsey, conservador da Reserva Natural de Commanster, Bélgica. Plena de recursos que cobre vastas areas, sobretudo da BioEstatística e Biologia e links a Associações e Sociedades da Investigação de todo o mundo.Essencial.

sexta-feira, 19 de janeiro de 2007

STOP OGM URGENTE: Temos quatro dias para fazer a diferença - Mande um email agora!

Temos poucos dias para fazer a diferença - Mande um email agora!

Durante a manhã da próxima quarta-feira, 24 de Janeiro, vai ser votado na Comissão de Agricultura do Parlamento Europeu o relatório sobre biotecnologia e transgénicos - Perspectivas e desafios para a agricultura na Europa- que essencialmente propõe que a União Europeia abrace sem restrições a engenharia genética e as suas aplicações alimentares. Se pretender ler o documento, ele está disponível aqui.

Mas se prefere...
... que a agricultura seja mais sustentável,
... que o ambiente seja mais protegido,
... que os consumidores continuem a ter escolha, então veja abaixo como fazer valer a sua opinião!

O QUE PODE (E DEVE!) FAZER:

1. Mande um email ou um fax aos dois eurodeputados portugueses da Comissão de Agricultura (Duarte Freitas e Capoulas Santos). Estes eurodeputados precisam de ser convencidos a chumbar o relatório (a eurodeputada Ilda Figueiredo também faz parte da Comissão mas já indicou que irá votar contra o documento). Mais abaixo pode encontrar um email modelo pode usar directamente ou alterar à vontade. Mas atenção: tudo tem de ser enviado até ao final do dia 23 de Janeiro!
Os seus contactos são:

Duarte Freitas (PSD)
duarte.freitas@europarl.europa.eu
Fax: 0032 228 49790

Capoulas Santos (PS)
lmcapoulassantos@europarl.eu.int
Fax: 0032 228 49991

2. Peça a três amigos para fazerem o mesmo e depois distribua esta mensagem por pessoas que possam estar interessadas.

3. Esteja atento - logo que a informação esteja disponível divulgaremos (no nosso site e não só) como é que votaram os eurodeputados em causa.

Para mais informações, contacte a Plataforma Transgénicos Fora do Prato:
email - info@stopogm.net
fax - 22 975 9592


EXEMPLO DE TEXTO QUE PODE SER ENVIADO AOS EURODEPUTADOS (disponível no site da Plataforma transgénicos Fora do Prato)

terça-feira, 16 de janeiro de 2007

Exige-se a aplicação das Medidas de Acalmia de Tráfego

Qual seria a melhor forma de proteger os peões numa aldeia?
1. Lombas amovíveis no asfalto (de borracha)
2. Passeio estreito (inferior a 100cm) de ambos os lados da rua com lancil elevado
3. Passeio largo (superior a 150cm) de pelo menos uns dos lados da rua com lancil elevado
4. Passadeiras largas sobre-elevadas de 250-300cm de largura
5. Semáforos controlados pela velocidade, com velocidade máxima de 30km/h
6. Limite de velocidade de 30 km/hora em toda a povoação e de 15km/hora na recta em frente à escola. (texto adaptado daqui).

Artigo relacionado

Peões e moradores sofrem com o tráfego

segunda-feira, 15 de janeiro de 2007

Jean-Baptiste Libouban, Jose Bove, Faucheurs Volontaires (Os Ceifeiros Voluntários)


Umas das primeiras manifestações,2004.José Bové; Noël Mamère (3º esquerda) e o fundador do Collectif des faucheurs d'OGM (Ceifeiros Voluntários) Jean-Baptiste Libouban.



Jean-Baptiste Libouban (biografia wiki), fundador do movimento Ceifeiros Voluntários


Acção directa por José Bové,Janeiro 2007



Mais Informação:
Wikipedia
Jose Bove Blog, por Adriana Evangelitz

domingo, 14 de janeiro de 2007

Semana mundial da vida lenta - International Slow Down Week (14 a 20 de Janeiro)


Pequena Animação da Adbusters

Tu andas depressa demais…Vive mais devagar!

Nunca é tarde para reduzir a pressa do lufa-lufa diário, repensar os nossos objectivos (e desejos) em prol de um modo de vida mais saudável e mais respeitador da natureza e dos outros seres humanosSe estás disposto a experimentar um estilo de vida com um ritmo diferente, então vem connosco celebrar mais uma Semana da Vida Lenta (International Slow Down Week), entre 14 e 20 de Janeiro de 2007.

Durante uma semana,

Em vez de andares a correr atrás do autocarro ou a tentares safar-te do trânsito caótico, opta por andares a pé.
Em vez de recorreres às refeições pré-preparadas e à comida rápida, experimenta fazer em casa uma refeição com a tua família ou os teus amigos
Em vez de ligares a televisão e o computador, como fazes sempre quando chegas a casa, porque não ir buscar um jogo de mesa, sentares-te e começares a jogar com quem vives ou com quem está mais próximo de ti.
E em vez de ires trabalhar, tira um dia de descanso, e vai dar um longo passeio, aproveitando a tarde para recuperares energias.
Contudo, seguindo ou não estas sugestões, durante esta semana, o que quer que faças, fá-lo devagar e lentamente…(Fonte:
Pimenta Negra)



Blogue do International Institute of Not Doing Much

sábado, 13 de janeiro de 2007

*** Tu Controlas a Mudança Climática *** You Control Climate Change

What Can I Do About Global Warming?


A campanha da Comissão Europeia intitulada Você Controla a Mudança do Clima está a ajudar as pessoas a contribuir para a luta contra a mudança do clima.O sítio disponibiliza ideias simples e práticas, tem recursos educativos para estudantes e professores....

Dê o seu contributo.Visite a campanha em Português, divulgue,participe e façamos a mudança!!


Climate Change
(sítio oficial da campanha)

quinta-feira, 11 de janeiro de 2007

Carter Emmart demonstra um atlas 3D do universo


About Carter Emmartuses astronomy and computational modeling to create scientifically accurate, three-dimensional tours of our universe. Full bio and more links

quarta-feira, 10 de janeiro de 2007

Dossier Agenda 21

ATENÇÃO © Copyleft - Permito a livre  reprodução exclusivamente para fins não comerciais e desde que o autor e o BioTerra sejam citados




Não esqueças de visitar regularmente este espaço para manteres-te actualizado.

Sítios de Desenvolvimento (G)Local e Agenda 21
Agenda 21 Local
Animar
Câmaras Verdes
Energia Com Vida
Equal
Glocal
Greenopolis
ICLEI
Iniciativa Glocal Europeia
IRIN - UN Network sobre Integração de Regiões no Mundo
Local Government Climate Roadmap
Rede Europeia de Microfinanças
Microcrédito
Marca-ADL
Programa Cidades Sustentaveis (Br)
Rede Espanhola de Desenvolvimento Local

ONG
Lista de Várias ONG Portuguesas
Plataforma de ONG ambientais Brasileiras
Uma sitiografia para toda a vida!

Leituras
Métodos e ferramentas de participação cívica

Dossiês Relacionados
Arquitectura
Biotecnologia
Blogosfera ambiental
Compostagem Doméstica
Hortas na VarandaPesticidas
Saúde
Transgénicos
Transparência
Urbanismo
Vegetarianismo

Blogues
A Baixa do Porto
A Sul
AlgarveGlobal
Ambientalistas da Amadora
Ambiente Mangualde
Amigos do Caster
Aqui d´Algodres (Albino Cardoso)
Arouca
Armação de Pêra
Avenida dos Aliados (Porto)

Baixa Pombalina
Beira Medieval
Boassas
Bravos do Mindelo
Brocas Vetus
Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela
Cidadania Lx
Cidades Inteligentes (Carlos Leite)
Cidades Pela Retoma
Dispersamente (António SN)
Ecoclube Mindelo
Ecos Moita
Entre o Tejo e Odiana
Global City
Farpas de Terras de Gondomar
Melhor Póvoa
NAmb UAlg
O Bicho Vai te Comer
O Verde e o Cinzento (Ricardo Coelho)
Oceano de Palavras (Seia)
Odivelas de Cimento
Olhares na nossa terra Cuba
Olhão Livre
Praça da República Beja
Região Solidária (Lousã e Zêzere)
Ruptura Vizela
Serra da Adiça
SSRU- Sociedade secreta de reabilitação urbana
Portuense
Vila do Conde Quasi Diario

Porque não se é possível promover Educação Ambiental sem a mudança de paradigmas culturais e vice-versa.

NOVA ATENÇÃO © COPYRIGHT-  Ao partilhar, agradeço atempadamente a indicação do autor e do meu blogue Bioterra. Estes dossiês resultam de um apurado trabalho de pesquisa, selecção de qualidade e organização.