domingo, 31 de dezembro de 2006

Nuno Michaels - A Consciência da Massa

Uma das verdades mais fundamentais - e no entanto mais difíceis de compreender - é a de que as pessoas vivem todas em diferentes níveis de consciência. Não se assimila esse Ensinamento nas suas mais profundas implicações apenas lendo ou pensando sobre ele; há que observar a maneira como as pessoas agem, pensam, falam, sentem, reagem, vivem. O que lhes ocupa o pensamento. Como usam o tempo. O que as preocupa. Os objectivos que têm na vida. Aquilo de que falam. E então torna-se evidente que todas vivem em diferentes níveis de consciência e, até, o nível de consciência em que vivem.
A grande maioria da Humanidade vive num nível biológico-social instintivo. Nesse nível, as pessoas são condicionadas pelos valores vigentes e pela mentalidade comum. As suas identidades são uma mera extensão das normas, crenças, costumes e tabus da sociedade em que nasceram. Vivem polarizadas na sobrevivência e, se possível, na acumulação de dinheiro, poder e estatuto. No mínimo, precisam de um emprego seguro e um parceiro para acasalar e reproduzir-se. Odeiam a solidão. Não têm ideias ou pensamentos originais; falam do que toda a gente fala, têm as opiniões que os meios de comunicação, os líderes de opinião e o status quo querem que tenham.
Lêem jornais desportivos e revistas sobre programas de televisão, falam sobre pessoas e acontecimentos triviais do dia-a-dia. Gostariam que o mundo mudasse mas não começam por si próprios. Não questionam o que lhes é dito; se os seus líderes lhes dizem que os afegãos são maus e os astrólogos mentirosos, então os afegãos são maus e os astrólogos mentirosos. Assim, bovinamente, sem sequer investigarem o assunto. Consomem bens e serviços de que não precisam de facto e cujo único valor é o próprio acto de serem adquiridos e o estatuto que lhes está associado - na ilusão de que serão mais no dia em que tiverem mais.
Vivem vidas inteiras repetindo os mesmos padrões mentais e emocionais, submersos na sua própria subjectividade e incapazes de se verem objectivamente. Não fazem ideia do que são "energias", "arquétipos" ou "padrões". Não fazem ideia de que a vida é um processo de crescimento e desenvolvimento pessoal e não uma luta pela sobrevivência. São os autómatos de que o sistema precisa para assegurar a sua reprodução e a manutenção das suas próprias estruturas. Constituem a "consciência da massa".
Libertarmo-nos da consciência da massa tem um preço muito alto. Porque os valores da sociedade são redutores, mas dão segurança - a mesma segurança que um rebanho dá a uma ovelha. Evoluir para outro nível de consciência implica questionar e pensar por si mesmo; implica ser incompreendido e ridicularizado por quem não vê mais longe. Implica conviver com as conversas ocas, mecânicas, de quem nos rodeia. Implica ser livre. E a sociedade não gosta de indivíduos livres, porque são uma falha no sistema e um mau exemplo para os autómatos - e esses é que fazem falta, para que tudo isto funcione..."

Nuno Michaels

sexta-feira, 29 de dezembro de 2006

Vários artigos sobre Fotografia da Natureza e fotógrafos

Fotografia
de Frans Lanting e as imagens da vida na Terra
16.12.2006
Se você é daqueles que acredita que eventos ocorridos há milhões de anos só podem ser vistos pelo olho humano através do trabalho de ilustradores, é porque não conhece o mais recente trabalho do holandês Frans Lanting, 56 anos de idade e desde a década de 80 reconhecido como um dos mais importantes fotógrafos de natureza do mundo. Em seu último projeto, Life, a Journey Through Time, Lanting conseguiu o milagre de capturar imagens para contar os quase 14 bilhões de anos de história da vida no planeta Terra apontando suas lentes para objetos e paisagens naturais do presente.O Big Bang, por exemplo, ele encontrou nos nós de uma tora de madeira petrificada no deserto do Arizona, nos Estados Unidos. O evento em que o núcleo do planeta começou a cuspir lava e fogo que acabaram formando a crosta terrestre, Lanting buscou nos vulcões do Havaí. As chuvas que formaram os oceanos surgem numa imagem fantasmagórica das Cataratas do Iguaçu, no Brasil. A extinção do Cretáceo, ocorrida há 6, 5 milhões de anos, está registrada numa fotografia de répteis ao pôr do sol em Galápagos na qual a gaivota que aparece em segundo plano dá a impressão de ser um pterodáctilo.Esse esforço fotográfico monumental de Lanting rendeu um livro e um site espetacular onde ele, ao mesmo tempo em que dá aulas de fotografia, dá uma lição de como empregar a tecnologia da internet. 
Quem apontar o browser para http://www.lifethroughtime.com e clicar no primeiro link à esquerda, Start the Journey, vai se deparar com um slideshow de 86 imagens que pode ser visto ao som de uma composição para orquestra de Phillip Glass. Essa exposição virtual cruza-se com uma linha do tempo, para onde se vai com um clique na imagem. Lá, conta-se o que estava acontecendo com a Terra naquele exato momento e como e onde a fotografia foi feita.Lanting, como o brasileiro Sebastião Salgado, estudou para ser economista e é um auto-didata. Começou a fotografar natureza numa viagem de férias a um Parque Nacional dos Estados Unidos, onde estava fazendo sua pós-graduação. As imagens eram imprestáveis e ele resolveu dedicar o tempo livre que lhe sobrava dos estudos de economia para ler livros de fotografia. Tão logo ganhou o diploma de doutor, avisou a família que ia largar tudo para viver do registro de imagens da natureza. Não demorou muito para ele fazer seu nome no meio. Logo virou fotógrafo-residente da National Geographic. Ele tem dez livros publicados, boa parte deles em parceria com sua mulher, a jornalista Christine Eckstrom, que também assina a produção e os textos que acompanham as imagens de Life, a Journey Through Time. Olhando suas fotografias, fica fácil de entender porque uma resenha na New Yorker sobre um livro seu, publicada no início dos anos 90, dizia que Lanting é um dos poucos fotógrafos que conseguiu elevar a fotografia de natureza à arte.

Veja as outras seções de fotografias:
Bafo (encurralado) de onça
Floresta branca ou Sem-floresta?
Maristela Colluci e seu olhar submerso
Mulheres...
A primeira aula
A Serra da Canastra
2007: caminhar é preciso, mudar também é preciso
2006 imagem ou ação?
João Marcos Rosa e as harpias
Dante Buzzetti e o ninho das aves
Olho no olho, com Rogerio Cunha de Paula
No topo - Banff Mountain Photography Competition
Nature Photographers, para amantes de fotografia
Daniel de Granville, um guia para as melhores imagens do Pantanal
A natureza na lente do geólogo, com Adriano Gambarini
Arte até no nome, a fotografia de Art Wolfe
O montanhista Galen Rowell e a câmera
John Shaw e a ética natural
A Fotografia alada de Ruy Salaverry
Aelson Amaral, o leitor fotógrafo
George Lepp, tecnicamente perfeito
Família Zuppani, de pai para filhos
Rodrigo Petterson e o ativismo ambiental
Luciano Candisani e a biodiversidade brasileira
Águas que falam, por Maurício Simonetti
Gustavo Stephan à trabalho, com Amyr Klink
Laércio Horta e Eliana Fernandes na superfície
A lente submersa de Laércio Horta e Eliana Fernandes
José Caldas e a natureza pura
Charles Muratori e os pequenos detalhes
José Bernardo e a Ilha Grande
Ricardo Gomes, o craque das câmeras
O Brasil em várias viagens por Lena Trindade
Jurandir Lima e as expedições brasileiras
Cláudio Bellini e os cascos do ofício
Guto Bertagnolli, a revelação pantaneira
Custódio Coimbra e a arte de um grande fotojornalista
Zeka Araújo e um Jardim para o Tom
Miriam Prochnow com olho de cidadã
Bruno Veiga e um encontro inesperado
O casal Moss e um país no espelho d’água
De olho na literatura com João Quental
A aventura de fotografar de Renato Grimm
Os monumentos geológicos de Ricardo Siqueira
Paixão ao primeiro clique de Felipe Dumont
Os acidentes de trabalho de Renato Soares
Alex Uchôa e a propaganda da paisagem
Coruripe em fotos de Juarez Cavalcanti
Mauricio Andrade e o mundo macro-submarino
O físico Germano Woehl Júnior e os sapos
Marcos Bonisson e as águas diamantinas
Marigo e a sensibilidade da técnica
A Amazônia por Andreas Valentin
Ecologia terapêutica de Ednamara e Breno
Alex Ferro e as salinas
Minha terra tem palmeiras por Harri Lorenzi
Carlos Terrana e o cerrado
Luciana Whitaker e os caçadores milenares
Carlos Secchin e a fotografia de resultados

quinta-feira, 28 de dezembro de 2006

As 7 Novas Maravilhas do Mundo e outras e muitas mais


Texto adaptado daqui e com as respectivas hiperligações

As 7 Maravilhas do Mundo eram monumentos construídos pelo homem e foram selecionados por Philon of Bizantium no ano de 200 AC com seus amigos gregos. Talvez por esta razão todas eram próximas ao Mar Mediterrâneo.
Estes monumentos eram os seguintes:
1) O Farol de Alexandria

2) O Templo de Artemis

3) A Estátua de Zeus

4) O Colosso de Rhodes

5) Os Jardins Suspensos da Babilónia

6) O Mausoléu de Halicarnassus

7) As Pirâmides do Egito (Gize)

Todos foram construídos entre os anos de 2.500 AC e 200 AC.Das 7 Maravilhas do Mundo, originais, resta somente hoje, as Pirâmides de Gize no Egito.

Este fato foi determinante para que o suiço Bernard Weber aproveitasse a oportunidade para lançar uma proposta global de escolha das 7 Novas Maravilhas do Mundo (The New 7 Wonders of the World) em 2000.

O conceito para a escolha permaneceu o mesmo, ou seja, os monumentos têm que ter sido construídos pelo homem.A eleição para a escolha das 7 Novas Maravilhas do Mundo será feita através dos votos de toda a população e abrangem os monumentos erguidos desde o início da civilização até o ano de 2000 quando foi lançado o projeto.Após as duas primeiras seleções realizadas pelo voto de cerca de 19 milhões de pessoas pelo mundo todo, restaram somente 21 monumentos que são os seguintes:
01) Acrópolis – Athenas/Grécia

02) Alhambra – Granada/Espanha

03) Angkor – Cambodia

04) Chichen Itza – Yucatan/México

05) Cristo Redentor– Rio de Janeiro/Brasil

06) Coliseo – Roma/Italia

07) Estátuas da Easter Island – Chile

08) Torre Eiffel – Paris/França

09) Grandes Muralhas – China

10) Hagia Sophia – Istambul/Turquia

11) Templo Kyomizu – Kyoto/Japão

12) Kremlin – Moscou/Rússia

13) Machu Picchu – Perú

14) Castelo de Neuschwanstein – Fussen/Alemanha

15) Petra – Jordania

16) Piramides de Gize - Egito

17) Estátua da Liberdade – Nova York/USA

18) Stonehenge – Amesbury/Inglaterra

19) Ópera de Sydney – Austrália

20) Taj Mahal – Agra/India

21) Timbuktu – Mali

As 7 Novas Maravilhas do Mundo serão conhecidas num grande espectáculo em Lisboa, no próximo dia 07 de Julho de 2007, após a apuração dos votos pelo mundo todo. E todo mundo poderá votar.

Votei em Stonhenge
Em Portugal também nós temos muitos vestígios megalíticos, principalmente no Interior e Sul, onde estão mais bem preservados. Eu já visitei Carnac (France) e megalitismo em Espanha e Malta. Por quê? Talvez poruqe representam o poder metabólico verdadeiro do Homem (usando poucas ferramentas) e o respeito profundo à natureza (pedras locais) e ao Cosmos - geralmente são templos em devoção às estrelas ou Sol ou Lua. Megalitismo porque também é essa resposta ligada, contrapeso e dimensão espiritual, perpetuando-se essa mensagem em rocha.

Mas quantas maravilhas poderiam ser eleitas: umas 860 que são já Património Mundial da UNESCO....ou todos os centros históricos de todas as cidades do mundo ou todas as paisagens protegidas....

quarta-feira, 27 de dezembro de 2006

Dossiê Política

ATENÇÃO © Copyleft - É permitida a partilha do dossiê exclusivamente para fins não comerciais e desde que o autor e o BioTerra sejam citados.




Não esqueças de visitar regularmente este espaço para manteres-te actualizado!

Ecopolitica 
Anarquismo Verde
Bakeaz
Cidade Democratica

Blogues de esquerda
0 de Conduta
2+2=5
A Destreza das Dúvidas
A Praia
Adufe 4.0
Aspirina B
Arrastão
Babel
Barbearia do Senhor Luís Bicho Carpinteiro
Bidão Vil
Blogue de Esquerda (Sábado)
Bloguítica
Blogo Existo
Cancér Capitalista
Capital and Class
Causa Nossa
Cinco dias
Descrédito!
Desenvolturas e Desacatos
Esquerda Republicana
French Kissin'
Glória Fácil
Hoje há Conquilhas
Jugular
Ladrões de Bicicletas
Les Canards Libertaîres
Linha de Conta
Mau Tempo no Canil
Metablog
Miniscente
O Avesso do Avesso
O Canhoto
O Impecável
O País Relativo
O Tempo das Cerejas
Palavra Aberta
Peão
Pedro Rolo Duarte
Pobre e Mal Agradecido
Prevent Net
Puxa Palavra
Random Precision
Spektrum
Vento Sueste
Vox Pop
Zona Fantasma

Blogues de direita
31 da Armada
4R - Quarta Republica
A Causa Foi Modificada
A Esquina do Rio
A Sexta Coluna
À Vontade do Freguês
Abrupto
ABC do PPM
Ação Humana
Acho Eu
Blasfémias
Blogue de Direita (Sábado)
Blogue dos Marretas
Blue Lounge
Bomba Inteligente
Causa Liberal
Claudio Téllez
Clube das Repúblicas Mortas
Combustões
Contra a Corrente
Corta-fitas
Crónica do Migas
Delito de Opinião
Desesperada Esperança
Elba Everywhere
Eleições 2009 (Público)
Espelho Mágico
Faccioso
Hora Absurda
Horizonte
Impertinências
Licenciosidades
Lóbi do Chá
Mar Salgado
My Guide to your Galaxy
Nem Tanto ao Mar...
No Quinto dos Impérios
Nortadas
Notas Constitucionais
O Afilhado
O Apaniguado
O Beirão Recalcitrante
O Cachimbo de Magritte
O Estado do Sítio
O Indivíduo
O Inominável
O Insurgente
O Observador
Office Lounging
Ordem e Progresso
Portugal Contemporâneo
Portugal dos Pequeninos
Quarta Republica (reaccionário)
Rabbit's Blog
Sem Filtr
Small Brother
Sobre o Tempo que Passa
Super Flumina
The Guest of Time
Teorema de Pitágoras
Uma Geração Às Direitas
União de Facto
Verde: a cor nova do comunismo
Voz do Deserto

NOVA ATENÇÃO  © Copyright-  Ao partilhar, agradeço atempadamente a indicação do autor e do meu blogue Bioterra. Estes dossiês resultam de um apurado trabalho de pesquisa, selecção de qualidade e organização. Obrigado.

terça-feira, 26 de dezembro de 2006

Michael Nichols - fotógrafo de causas


Dr. Jane Goodall touched by Jou Jou Photo: © Michael Nichols from Brutal Kinship (Aperture)

Michael Nichols, um fotógrafo da equipa de funcionários da National Geographic desde 1996, nasceu em ,Muscle Shoals Alabama em 1952. Sua primeira exposição fotográfia relacionou-se como um draftee do exército no princípio dos anos 70. Nichols estudou mais tarde seu ofício na universidade de Alabama norte. Sua fotografia ganhou diversos prémios da World Press e do Overseas Press Club, um deles para relatar a vida Acima e Além da Chamada do Dever , uma honra reservada geralmente para fotógrafos do combate. Seu trabalho apareceu em publicações como a Rolling Stone, LIFE, American Photographer, Stern e o The New York Times Magazine.



A cobertura recente de Nichols' para a National Geographic inclui a Elefantes da Floresta em Fevereiro 1999 e Making Room for Wild Tigers em Dezembro 1997. Todos os seus trablhos e livros estão actualizados nos seu sítio. Vive com sua família em Charlottesville, Virgínia.

Todas as Postagens sobre Jane Goodall no Bioterra

segunda-feira, 25 de dezembro de 2006

Fotografia de Frans Lanting





Se você é daqueles que acredita que eventos ocorridos há bilhões de anos só podem ser vistos pelo olho humano através do trabalho de ilustradores, é porque não conhece o mais recente trabalho do holandês Frans Lanting, 56 anos de idade e desde a década de 80 reconhecido como um dos mais importantes fotógrafos de natureza do mundo. Em seu último projeto, Life, a Journey Through Time, Lanting conseguiu o milagre de capturar imagens para contar os quase 14 bilhões de anos de história da vida no planeta Terra apontando suas lentes para objetos e paisagens naturais do presente.
O Big Bang, por exemplo, ele encontrou nos nós de uma tora de madeira petrificada no deserto do Arizona, nos Estados Unidos. O evento em que o núcleo do planeta começou a cuspir lava e fogo que acabaram formando a crosta terrestre, Lanting buscou nos vulcões do Havaí. As chuvas que formaram os oceanos surgem numa imagem fantasmagórica das Cataratas do Iguaçu, no Brasil. A extinção do Cretáceo, ocorrida há 6, 5 milhões de anos, está registrada numa fotografia de répteis ao pôr do sol em Galápagos na qual a gaivota que aparece em segundo plano dá a impressão de ser um pterodáctilo.
Esse esforço fotográfico monumental de Lanting rendeu um livro e um site espetacular onde ele, ao mesmo tempo em que dá aulas de fotografia, dá uma lição de como empregar a tecnologia da internet. Quem apontar o browser para o síto da obra Life e clicar no primeiro link à esquerda, Start the Journey, vai se deparar com um slideshow de 86 imagens que pode ser visto ao som de uma composição para orquestra de Phillip Glass. Essa exposição virtual cruza-se com uma linha do tempo, para onde se vai com um clique na imagem. Lá, conta-se o que estava acontecendo com a Terra naquele exato momento e como e onde a fotografia foi feita.
Lanting, como o brasileiro Sebastião Salgado, estudou para ser economista e é um auto-didata. Começou a fotografar natureza numa viagem de férias a um Parque Nacional dos Estados Unidos, onde estava fazendo sua pós-graduação. As imagens eram imprestáveis e ele resolveu dedicar o tempo livre que lhe sobrava dos estudos de economia para ler livros de fotografia. Tão logo ganhou o diploma de doutor, avisou a família que ia largar tudo para viver do registro de imagens da natureza. Não demorou muito para ele fazer seu nome no meio. Logo virou fotógrafo-residente da National Geographic. Ele tem dez livros publicados, boa parte deles em parceria com sua mulher, a jornalista Christine Eckstrom, que também assina a produção e os textos que acompanham as imagens de Life, a Journey Through Time. Olhando suas fotografias, fica fácil de entender porque uma resenha na New Yorker sobre um livro seu, publicada no início dos anos 90, dizia que Lanting é um dos poucos fotógrafos que conseguiu elevar a fotografia de natureza à arte (texto extraído de O Eco)

domingo, 24 de dezembro de 2006

Blogosfera ambiental

Consultar também
Agenda 21
Plataforma de ONG ambientais Brasileiras
Uma sitiografia para toda a vida!



Não esqueças de visitar regularmente este espaço para manteres-te actualizado.
1.Rolo de Blogues Ambientais - Enviro Blog Roll
# com Adsense e outras publicidades com fins lucrativos
* inactivos
** semi-activos

Portugal
A Paixão dos Sentidos
Ambientalistas
Ave do Arremedo
Blogue dos 17 Golfinhos
Café Oceano
Caminhos do Conhecimento
Cores da Terra
Despertar para o Ambiente
Desertos e Desertificaçao
Diário do Ambiente
Ecocoisasetc
Ecologia em Diálogo - Afonso Cautela
Luís Carlos Madeira
LPN Centro *
Montis
O Decrescimento
O Espaço do Pinhas
O Fojo
O Polegar Verde
O Tempo Chegou
O Único Planeta que Temos
ODM
Ondas
Pensar a Terra
Por um Mundo Melhor
Reportagens Ambientais
Rubisco
Sardera
Sargaçal
Solariso
SOP Salvando o Planeta
Sustentabilidade é Acção
Super Green Me
Suspiros de GAIA
Tecido Humano
Terra Mater
Terra Nossa
Um Amador da Natureza
Um Apelo: Ajudem os Animais,o Ambiente e o Mundo
Um Jardim no Ribatejo
Um Par de Botas
Valsaq
Vigilantes da Natureza
VerDesperto
Viridarium
Vulcões Verdes
A Cidade e as Serras**
Ambio#
Estrago da Nação #
Ambiente no Mundo# **
Airo,Uria e Aalge **
Desenvolvimento Ecológico**
Ecoliteracia**
Ecosfera Portuguesa**
Fonte Verde**
Lugar do Olhar Feliz**
Ambiente XXI*
Ambiente 2004*
Ambiblog *
Ame a Natureza*
Be Inspired *
Blog da Rolha*
Bolota Voadora *
CO2 Laser*
Diário Campestre*
Djuba Jhaiba*
Eco-Lógica*
Grupo Vida Humana e Ambiente*
Mete Engulho*
Zona Verde *

Alemanha 
Umwelt und entwicklung
Zeitfragenblogs

Argentina
Ciudades Verdes
EcoSiglo

Australia
Chew on This
Down to Earth

Belgica
De Mooie Natuur

Brasil
Ambiente Acreano
AmbienBlog
Bandada Ambiental
Biodiverso (João Giovanelli)
Blogue do Altino Machado
Blogue do Planeta
Consciência Humana(weblog)
Consciencia Humana (uniblog)
Ecologia
Ecologia e Desenvolvimento
Ecomais
Eco Reporter Eco
Faça a Sua Parte
Floresta da Ursa Sentada
Guerreiros do Arco-Iris
Luando
Meio Ambiente Urgente
Mimirabolantes
Minha Casa Meu Mundo
Paixão Pelo Meio Ambiente
Panorama Ecologia
Pensar Eco
Planeta do Bem
Planeta Sustentável
Reambientalista
Revoluções Sustentáveis
Salas Verdes
The Rainbow Warrior
Ruinas Circulares
Salve o Nosso Planeta

Canada
1337hax
BCLiberals-BadforBC
BD Pollution
BoingBoing
BioConversion Blog
Bourque Newswatch
BlogNetBiz
Carbonsink
Cartography
Celsias
Cleantech Blog
Clear Light
Delightful Blogs
Dogwood Alliance
Down With Basics
Downtown Eastside
Dymaxion
Greenbloggers
Eco Chick
Free Range Living
The Green Files
The Green Geek
The Gristmill
Here On Planet Earth
Herbinator
Hugg.com
Ingenue Perspective
In the Brightness of the World
iIndoctrination
It's The Environment, Stupid
Libs Earth Watch
Live Earth Blog
Low Carbon Stuff
Move - Do it Green
My 2.2 cents
My Blahg
Neo Commons
Posthuman Blues
Reasic
Scitizen
Sian Berry
Sierra Club Compass
Sushi in Hawaii
Sustainablog
The Canary Project
The Conscious Earth
The Conservation Report
The Energy Blog
The Environmental Blog
The Tyee
Time Thief
Up Yer Kilt
WattHead
Woman At Mile 0
You Grow Girl

Chile
Centro de Derecho Ambiental
EcoVision
Nuestros Parques

Colombia
El Ambientalista

Espanha
Augas Abaixo
Calentamiento Global Clima
Con-Ciencia Sostenible
Crisis Energetica
Crónica Verde
Ecogz
Ecologistas en Acción
Eco blog
El Blog Verde
El Naturalista Digital
FEG
Florent Marcellesi
Galaxia Verde
Mecanismo Natural
Medio Ambiente y Ciência
Natureza Dixital
Orbita Verde
Verdegaia
Verde News

Emirados Árabes Unidos
4 eco

Estados Unidos
Clean Energy
Earth Blog
Enviroblogs Group - Blogdigger
Earth Meanders
Everyday Trash
GreenDiary
GreenGOP.org
Gristmill: The environmental news blog
Nature Blogs
NRDC Action Fund
Sustainablog (contendo por sua vez uma listagem enorme de blogues ambientais)
The Sun Machine
Tree Hugger
World Changing

França
Actu'Nature
BlogEcolo
Chez Rémi
Demain la Terre
Denis Baupin
Eco-Bio Info
Ecoblog
Effets de Terre
Êquiterre
L´Oil Ouvert
Micel C
Naturalistic
Planéte Bleue
Planéte sans Visa- Fabrice Nicolino
Quotidien Durable
Standblog

Holanda
Sargasso

India
India Wildlife Club
My Room (Kavita Saharia)
Indonesia

Jerapah-Nursery

Italia
ProRinnovabili
TerraViva

Irlanda
Greenish Lady

Noruega
Environment Times
Organic Lizzi

Perú
Agua Y Comunidad

Porto Rico
Proyecto de Bioseguridad Puerto Rico

Reino Unido
Bean Sprouts
Greenfuture
Green TV
Jon Stahl's Journal
Unplugged Living

Suécia
Johans Egen
Miljöbloggen

Venezuela
Barca da Chuva

Internacional
Best Green Blogs
Greenpeace Weblog
Lista Completa

2. Blogues amigos do BioTerra
2+2=5
2 Dedos de Conversa
A Arte da Fuga
A Coluna Vertebral
A Fábrica
A Lei do Funil
A Origem das Espécies
Aberratio Ictus (José Paulino)
Abrasar
Abrupto
Acknowledge Yourself
Africa de Todos os Sonhos
Alexandre Soares Silva
Amelia´s Multiply Site
Ante et Post
Ao Longe o Barco das Flores (+Amélia Pais)
Apenas um Pouco Tarde (Jorge Marmelo)
Apocalipse Ja
Apontamentos (João Vasconcelos Costa)
Ar Salgado
Arranha no Trapo
Arte por um Canudo
As Mãos
Atento (Manuel Gomes)
Balão de Ensaio
Bicho Carpinteiro
Bloco de Notas (João Vasconcelos Costa)
Blogue Cortes do Meio
Blogue do Bidé
Blogue do Quintal
Blogue dos Marretas
Blogue Social Português
Bloguítica
Boa Semana
Boca de Incêndio
Bonecos de Bolso
Caldo de Tipos (Paulo Vilmar)
Casa do Lago
Capuchinhas
Casinha de Brinquedo
Cesar Salgado
Cegueira Lusa
Chuviscos
Coexistencia Humorística
Cogir (José Manuel Dias)
Conexão Lisboa-Manaus
Correntes de Poentria
Criadores de Sorrisos
De Cabeça
Ditos e Contos
Desnorte
Deusas
Devaneios Desintéricos
Doc-Log
Do Tempo e da Luz(Teo Dias)
Druantia
Duas Rosas
Edições Pirata
El Gran Masturbador (Paulo Araújo)
Entra Mula
E-Pístolas (Avery)
Era Uma Vez um Girassol
Errância
Espaço Cultural S.Tomé e Príncipe
Espaço Cinzento
Estranho Estrangeiro
Exacto
Expresso do Oriente
Faveiro Formação
Ferrão Org
Fogotabrase
Forum Comunitário
Hop3
Ideias Soltas
Ilhas do Atlântico
Ilhas do Mar
Iusão da Visão (Nelson Peralta)
Incomunidade
Incontinentes Verbais
Indianmind
In Mente
Insignificante (A. Eloy)
Jader Resende
Jardinagens
Jardim das Cores
Jasmim e Canela
Just a Feeling
Koselig
L´Amie du Peuple
Le Musicien
Letras São Papeis
Liberdade na Era Tecnológica?
Linha dos Nodos
Lua
Lusofonia
Luzitania
Malfadado o Contestatario
Manelinho de Évora
Manuel Bancaleiro
Macacos-Deuses (Nuno Jordão)
Macroscópio
Maquiavélico
Mar Adentro
Maracujá
Memorial do Convento
Mescrita
Milhafre (MIL: MOVIMENTO INTERNACIONAL LUSÓFONO)
Molelos na Internet
Momentos de Luar
Momentos e Documentos
Moura Viva
Murcon (Júlio Machado Vaz)
Não Tenho Vida Para Isto
Natureza Naturada
Neon-Necropopulação (Adolfo Ruas)
Nocturno com Gatos
Nonato Nogueira
O Eremita
O Alquimista
O Céu sobre Lisboa
O Cheiro da Ilha
O Covil da Carmo
O Elogio da Sombra
O Gosto de Bem Comer
O Mocho II
O Observador
O Rabo do Gato
O Vazio (de Carlos Gil)
O Vizinho
Os Canhões de Navarone (Rui Araújo)
Os Tempos que Correm (Miguel Vale de Almeida)
Ombres de l´Ether
Ouriço Cacheiro
Outsider
Overlooka
Palavras e Imagens
Papeis Por Todo O Lado
Peão
Ponto de Exclamação
Profundezas
Programas Livres
Provérbios
Querido Leitor
Rapariga das Laranjas
Rascunhos
Riso Cor de Tejo
Rua da Judiaria
Rutilo
Semear Criatividade
Semente
Sentidos da Vida
Simon´s Blog
Simples Sopros
Só Verdades
Sobre o Tempo que Passa
Sorumbático
Sou Trilha da Lua
Spi'N'Ozas
Soukha
Substrato
Surf,sopas e descanso
Tá Difícil
Té la mà Maria - Reus
Trans-ferir (Vitor Oliveira Jorge)
Triângulo da Ramalha
Trocar
Um Olhar Crónico
Um Piano na Floresta
Uma Flor e Outras Coisas Simples
Uns e Outros
Webcedário
Welcome to Elsinore

2.1. Outros blogues amigos do BioTerra (inactivosmas que mantiveram as postagens antigas

sábado, 23 de dezembro de 2006

Um professor sempre afecta a eternidade

"Um professor sempre afecta a eternidade. Ele nunca saberá onde sua influência termina."~ Henry Brooks Adams


"Não há silêncio que não termine" Pablo Neruda

sexta-feira, 22 de dezembro de 2006

quinta-feira, 21 de dezembro de 2006

Mais Espaço e Tempo para Abraços....e Grátis

Campanha Abraços Grátis. História Inspiradora!!




CAMPANHA FREE-HUGS (sítio oficial)

Ver também, em Portugal, onde foi notícia,nos blogueiros Semear Criatividade e Origem-Somos Um

FELIZ ECO-NATAL

Mil abraços do BioTerra....e que tempo bem passado!

quarta-feira, 20 de dezembro de 2006

Dossier sobre Montanha

ATENÇÃO © Copyleft - É permitida a partilha do dossiê exclusivamente para fins não comerciais e desde que o autor e o BioTerra sejam citados.
Parque Natural Serra da Estrala. Foto aqui



Agenda 21, Capítulo 13
GESTÃO DE ECOSSISTEMAS FRÁGEIS:
DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DAS MONTANHAS


Introdução

13.1. As montanhas são uma fonte importante de água, energia e diversidade biológica. Além disso, fornecem recursos fundamentais,tais como minérios, produtos florestais e produtos agrícolas e são,ainda, fonte de lazer. Enquanto importante ecossistema que representa a ecologia complexa e interrelacionada de nosso planeta, os ambientes montanhosos são essenciais para a sobrevivência do ecossistema mundial. No entanto os ecossistemas das montanhas estão passando por uma rápida mutação. Eles são vulneráveis à erosão acelerada do solo, deslizamentos de terras e rápida perda da diversidade genética e de habitat. No que diz respeito ao homem, verifica-se um estado generalizado de pobreza entre os habitantes das montanhas e a perda do conhecimento autóctone. O resultado é que a maior parte das áreas montanhosas do mundo estão experimentando degradação ambiental. Por conseguinte, a gestão adequada dos recursos montanheses e o desenvolvimento sócio-económicos das pessoas exigem acção imediata.

13.2. Cerca de 10 por cento da população do mundo depende dos recursos montanheses. Uma percentagem muito maior utiliza outros recursos oferecidos pelas montanhas, inclusive e, principalmente, água. As montanhas são um reservatório de diversidade biológica e espécies ameaçadas de extinção.

13.3. Duas áreas de programas estão incluídas neste capítulo, com o objectivo de aprofundar o exame da questão dos ecossistemas frágeis no que se refere a todas as montanhas do mundo. Essas duas áreas de programas são as seguintes:

(a) Geração e fortalecimento dos conhecimentos relativos à ecologia e ao desenvolvimento sustentável dos ecossistemas das montanhas;

(b) Promoção do desenvolvimento integrado das bacias hidrográficas e de meios alternativos de subsistência.


Sítios
UNEP/WCM
Mountain Research Iniciative
Mountain Wilderness
Aliança pelas Montanhas
A Federação EUROPARC
World Waterfalls Database
Aquecimento global das montanhas
Global change and mountain regions: research strategy- 2006 (UNESCO,pdf)
Montanhas Brasil
Ecosystem Restoration in Mountain
S.Tomé e Príncipe
Euromontana
Red Montanas
Tatiana Moreira: Desenvolvimento e cooperação internacional.Territórios e Culturas Ibéricas(Conferências Dezembro 2004,pdf)
Carta Europeia de Turismo Sustentável (CETS)

ONG / Sítios em Portugal
ADRAMA ( Associação para o Desenvolvimento da Região Autónoma da Madeira)
Amigos da Montanha
Associação Cultural Amigos da Serra da Estrela
Associação Transumância e Natureza
Bivaque
Chão Sobral
Criar Raízes S. Pedro do Sul
Federação Portuguesa de Espeleologia
Língua Mirandesa
Loriga
Montesinho Vivo
Os Montanheiros
Plataforma pelo Desenvolvimento Sustentável da Serra da Estrela
Portal Loriga News
Semente de Futuro (Arouca)

Fotografia
Dean Fidelman

Leituras
Ode à Montanha
Serra da Estrela, a Biodiversidade e os Pastores

Bibliografia e E-Livros
Alves,A. L., Sequeira, H. & Tomás, L. 2002. Plano Zonal Agro-Ambiental do Parque Natural da Serra da Estrela
Brilha J. ,Henriques R.F. 2000. Rochas de Portugal ao microscópio.Aplicação multimédia disponível on-line
Plano Zonal Agro-Ambiental do Parque Nacional da Peneda Gerês
Turismo de Natureza Enquadramento Estratégico Parque Nacional Peneda-Gerês
Plano Zonal Agro-Ambiental do Parque Natural de Montesinho
Turismo de Natureza Enquadramento Estratégico Parque Natural de Montesinho
Primeiro Geoparque Português
Perspectivas para a Sustentabilidade: Um Desafio na Região Autónoma dos Açores
Projecto Estrela: Processos Geomorfológicos e Biofísicos e Unidades de Paisagem em Ambiente de Montanha Mediterrânea. Aplicação à Serra da Estrela (ESTRELA)
Artur Cristovão. Áreas de Montanha: tão críticas, tão sensíveis, tão subestimadas
Luís Avelar Dicionário de Montanha e Escalada em Idiomas
Aguiar, C.2002. Flora e Vegetação da Serra de Nogueira e do Parque Natural de Montesinho. Dissertação para obtenção do grau de Doutor. Universidade Técnica de Lisboa, Instituto Superior de Agronomia.Lisboa. 661 pp.
Alves, J. M. S. et al .1998. Habitats Naturais e Seminaturais de Portugal Continental Tipos de Habitats mais significativos e Agrupamentos Vegetais Característicos. ICN, Lisboa, 155 pp.
Barbosa,A., Correia,A.1998.À Descoberta da Estrela.Grandes Rotas Pedestres.ICN,Lisboa,120 pp.
Brilha J. 2005. Património geológico e geoconservação: a conservação da natureza na sua vertente geológica. Palimage Editores, Viseu, 190 pp.
Jansen,J. 2002. Guia Geobotânico da Serra da Estrela.ICN.276 pp.
Farinha,J.C. 2000. Percursos-Paisagens e Habitats de Portugal. ICN,Lisboa,407 pp.
Pedro Cuiça .1995. Guia de Percursos Naturais.Fórum Ambiente
Pedro Cuiça 2000. Açores . Percursos Naturais.Fórum Ambiente
Pedro Cuiça .2001. Portugal Pé.Ante.Pé. Guia de Percursos Naturais.Fórum Ambiente e Bertrand Editora

Filmografia/ Documentários / Cinema
Ainda há pastores? Um filme de Jorge Pelicano (Blogue)
Ainda há pastores?- sítio oficial
Névoa no Vale, um filme de Vitor Salvador ver trailer e mais algum material aqui
António Reis- blogue dedicado à vida e obra deste grande cineasta português

Blogues
Abismo Branco
Associação de Pedestrianismo da Feira
Caramulinho
Dar à Sola
Estrela no seu Melhor
Geo-Serra da Estrela
Loriga
Maravilhas da Estrela
Mafia da Cova
Montanhas Ibéricas (Paulo Almeida Santos)
Montanhismo
Montanha
Montesinho Natural
O Cântaro Zangado (José Amoreira e Tiago Pais)
Pedestrianismo (Fernando Vilarinho)
Pegada e Bota
Profundezas
Rocha podre e pedra dura
Trilhos e Marcas
Um Par de Botas

NOVA ATENÇÃO © COPYRIGHT-  Ao partilhar, agradeço atempadamente a indicação do autor e do meu blogue Bioterra. Estes dossiês resultam de um apurado trabalho de pesquisa, selecção de qualidade e organização.