segunda-feira, 12 de junho de 2006

Sem a energia que ergue as montanhas,como poderia eu viver?*



Claro protagonismo do pilar económico em detrimento do pilar social e, muito particularmente, do pilar ambiental (Quercus avalia decisões do Conselho de Ministros na área do ambiente,9 de Junho de 2006)
Inexistência de uma estratégia nacional de educação ambiental/educação para o
desenvolvimento sustentável
(relatório de 2006, em pdf, do Futuro Sustentável)
Querem desacreditar os Professores (petição dirigida ao Presidente da República)
Querem desacreditar as energias renováveis (excelente depoimento do Hora Absurda)
Por se vilipendiar valores ambientais (mais um atentado dos albetonistas- membros da religião do Al-Petroleum)
Justifica-se tudo em nome das últimas tecnologias (antenas de telemóveis sob a forma de árvores falsas)
Por aumento da desertificação em Portugal (in Quercus, 16 de Junho de 2006 - Passados 7 anos após a sua aprovação em 1999, o Plano de Acção Nacional de Combate à Desertificação (PANCD) permanece sem financiamentos próprios e sem um suporte de recursos humanos que permita a sua execução)
Querem desacreditar o automóvel eléctrico (excelente documentário)
As mil e uma estratégias da indústria farmacêutica para multiplicar lucros - ler o artigo Os vendedores de doenças
Farto de entidades representantes dos cidadadãos que não dão exemplo (prémio Tuvalu a Durão Barroso)
Transportes públicos aumentam sempre, desta vez 2%- 3% (Não é assim que se combate o congestionamento de tráfego especialmente nas grandes cidades. Não é assim que se contribui para um melhor ambiente e melhor qualidade de vida, com menos poluição e com menos doenças respiratórias)
Bruxelas vs Estrasburgo- contra o desperdício de 200 milhões de euros (Junte-se a 587133 outros cidadãos europeus e assine esta petição!)
O Japão conseguiu comprar votos que lhe darão o controlo da International Whaling Commission: Guatemala, Camboja e as ilhas Marshall.
*Citando a poetisa Mirabai /Meerabai (c.1498-aft.1550)

Sem comentários: